busin
Ceará

Capitão Wagner denuncia que delegado-geral cometeu assédio moral aos novos policiais civis logo na solenidade de posse


Wagner criticou também a gestão do atual secretário da Segurança Pública, Delci Teixeira (Foto:Reprodução/Cearánews7)


O deputado estadual Capitão Wagner (PR), voltou a pedir, nesta segunda-feira (5), que o secretário da segurança Pública e Defesa Social, delegado Delci Teixeira, deixe o cargo por não ter mais condições de exercê-lo.  Denunciou, ainda, que em plena solenidade de posse dos novos delegados, escrivães e inspetores, estes tenham sido coagidos pelo delegado geral da Polícia Civil, Andrade Júnior.

O vídeo foi gravado ainda no momento em que era realizada a solenidade no Centro de Eventos para a posse dos novos integrantes da instituição. Segundo o deputado, ao discursar diante dos novos profissionais da Segurança, Andrade Júnior teria dito que a Controladoria Geral de Disciplina estava atenta para investigar qualquer deslize cometido pelos servidores.

"É triste ver isso, já na solenidade de posse o delegado geral coagir os novos policiais dizendo que a Controladoria está ai para apurar qualquer ato que seja praticado por policial e que não esteja previsto em lei".

"É triste ver e ouvir isto, pois todo policial sabe do seu dever, sabe das suas obrigações. É triste ver que logo na posse dos novos policiais o delegado geral já pratique esse tipo de assédio moral à sua gestão. O homem público que não suporta críticas,  deve deixar o cargo. E já está mais do que na hora dele (Delci) deixar o cargo, pois sua gestão não tem trazido os resultados desejados. A redução dos homicídios está ligada mais ao pacto dos criminosos do que ao trabalho da Secretaria da Segurança", diz o parlamentar.

 

blogdofernandoribeiro

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário