busin
Mundo

Comissária sobrevivente de voo da Chapecoense pede dinheiro pela internet por não conseguir trabalhar


A comissária Ximena Suarez (Foto: Reprodução/Facebook/Ximena Suarez Otterburg)

A comissária de bordo boliviana que sobreviveu ao acidente com o avião da Lamia que levava a delegação da Chapecoense criou uma campanha de financiamento coletivo na internet pedindo dinheiro para se manter enquanto não consegue voltar a trabalhar.

Ximena Suarez Otterburg, de 28 anos, diz em sua apresentação da campanha que apresenta problemas psicológicos e físicos que a impedem de seguir a vida normal. Ela conta que tem dois filhos, de 6 e 2 anos, que são sustentados por ela.

A ex-comissária pede US$ 100 mil (o equivalente a R$ 317 mil). Até o fechamento desta reportagem, ela havia conseguido US$ 815.

O avião modelo Avro RJ 85, da companhia boliviana Lamia, caiu na madrugada do dia 28 de novembro quando se aproximava do Aeroporto de Medellín procedente de Santa Cruz de la Sierra (Bolívia). A tragédia deixou 71 mortos.

Além de Ximena, sobreviveram o técnico de voo Erwin Tumiri, o lateral da Chapecoense Alan Ruschel, o goleiro Jackson Follmann e o zagueiro Neto, assim como o jornalista Rafael Henzel.

Fonte: G1

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário