busin
Cariri

Demutran participa de sabatina de ouvintes durante jornal desta quarta, 29


Demutran responde perguntas de ouvintes sobre os possíveis (Foto: Acervo/Site Miséria)


O trânsito de Juazeiro do Norte nunca sai de pauta. A cidade que cresce economicamente parece ter sido mal planejada no tocante às vias públicas e à organização do tráfego de veículos e pedestres. Mas de quem é a culpa?

Em um assunto que é antigo, há, portanto, uma atenção constante. Representantes do Departamento Municipal de Transito (Demutran), participaram na tarde desta quarta-feira (29) de uma sabatina durante o Jornal Supertempo, na Rádio Tempo FM, em Juazeiro do Norte, para debater o assunto.

Cláudia Barbosa e Miguel Leite responderam as perguntas dos apresentadores e dos ouvintes sobre engenharia e educação no trânsito na cidade. Há, entretanto, um impasse que parece se arrastar por anos. 

De um lado estão as ruas apertadas, a qualidade do asfalto e o excedente número de semáforos. De outro, portanto, estão os maus costumes dos condutores que, em muitos casos, poderiam evitar acidentes apenas mudando de atitude e pondo em prática a educação no trânsito.

Os 90 agentes de trânsito não são suficientes para demanda da grande frota de carros e motos de Juazeiro, constatação feita pelos próprio responsáveis do órgão durante a entrevista. Eles se revesam em três turnos diários em pontos estratégicos da cidade, onde o risco de acidentes é maior. 

Uma mudança de comportamento dos motoristas e uma plausível revisão da fiscalização por parte dos órgãos competentes devem ser o ponto inicial para uma transformação no modo como uma das cidades mais importantes do estado organiza e cuida do trânsito.


Por Feliper Azevedo/Agência Miséria
Miséria.com.br

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário