busin
Cariri

Professores temporários alegam serem excluídos do recebimento do precatório


Professores temporários vão à Câmara Municipal denunciar exclusão do grupo que irá receber verbas do Fundef (Foto: Felipe Azevedo)


Professores servidores públicos temporários de Juazeiro do Norte denunciaram na tarde desta terça-feira (28), a exclusão do grupo dos temporários no recebimento da verba  dos precatórios do Fundef, o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental.

Segundo a denúncia apresentada na Câmara dos Vereadores, uma comissão formada por professores efetivos, "decidiu por bem" excluir os contratados temporariamente do recebimento do benefício. O professor José Lamartine explicou quais seriam os procedimentos cabíveis caso essa ação seja concretizada quando o dinheiro for pago. 

Segundo ele, a lei é clara ao explanar que todos os professores, efetivos e temporários, têm direito à verba. "É mais fácil a câmara dos vereadores trabalhar para reincluir nossa categoria no recebimento, como diz a lei, do que depois ter que explicar a nossa exclusão ilegal", disse o professor. 

Estima-se que se enquadrem na categoria de temporário cerca de mil professores em Juazeiro. Cinquenta deles compareceram para reivindicar a intervenção dos vereadores. 

Para fazer uso da palavra durante a sessão ordinária, seria preciso efetuar inscrição prévia, o que não foi feito pelos representantes da categoria. Houve, portanto, uma reunião com alguns vereadores ao final dos trabalhos para discutir as medidas futuras. 

Participaram da reunião os vereadores Rita Monteiro, Auricélia Bezerra, Gledson Bezerra, Adauto Araújo, Capitão Vieira e Márcio Jóias. O acordo ao final do encontro foi que, caso o projeto do executivo não incluir os professores temporários, os parlamentares irão criar emendas para viabilizar a inclusão.


Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Miséria.com.br

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário