busin
Ceará

MPF denuncia funcionário dos Correios que desviava encomendas


O servidor confessou que subtraía bens do fluxo postal havia cerca de um ano (Foto: Ilustrativa)


O Ministério Público Federal (MPF/CE) apresentou denúncia à Justiça Federal contra um funcionário dos Correios por crime de peculato. De acordo com a investigação que resultou na ação, o servidor, empregado no Centro de Triagem dos Correios em Fortaleza, apropriava-se de bens do fluxo postal para revender a terceiros, procedendo de forma não condizente com as normas da empresa.

A situação foi percebida a partir da análise das imagens do circuito interno realizada por outros funcionários dos Correios. A polícia, ao ser chamada ao local, encontrou o funcionário Cleyste Saraiva da Silva com dois aparelhos de telefone celular e vários pacotes de Telesenas para resgate sob sua posse. Consequentemente foi realizada a prisão em flagrante.

Ao ser interrogado, Cleyste Saraiva da Silva confessou que subtraía bens do fluxo postal. O funcionário disse que revendia aparelhos celulares para uma loja de assistência técnica, mas que os donos do estabelecimento não tinham conhecimento da procedência dos produtos. Em sua defesa, Cleyste Saraiva da Silva afirmou ainda que fazia isso para custear despesas de saúde do filho.

Na denúncia, assinada pelo procurador regional da República Francisco Araújo Macedo Filho, O MPF pede condenação do denunciado por crime de peculato, crime previsto no artigo 312 do Código Penal. A pena prevista é a prisão de dois a doze anos e o pagamento de multa.



Assessoria de Comunicação do MPF

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário