busin
Cariri

Aberta Reunião Regional da SBPC no Cariri com centenas de pesquisadores e autoridades do Estado


(Foto: Reprodução/Núcleo de Comunicação)

O Governado do Estado do Ceará, Camilo Santana, abriu, na noite de ontem, a 69º Reunião Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (RR- SBPC), com o Secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado, Inácio Arruda, a presidente da SBPC, Professora Helena Nader, e o Reitor da Universidade Regional do Cariri (URCA), Patrício Melo. O evento, aberto no Centro de Convenções do Cariri, reúne um público de mais de 7 mil pessoas até o próximo sábado, e conta com mais de 3.700 inscritos, num recorde de participação.

Esta é a primeira RR já realizada no interior do Ceará e tem como tema Central “Território, Biodiversidade, Cultura, Ciência e Desenvolvimento”. Autoridades do mundo científico se encontram no Cariri durante os próximos dias para debaterem diversos temas, além de levar crianças e jovens o despertar para a importância da pesquisa, durante a SBPC Jovem, que ocorre nos dias 4 e 5. Um acordo de cooperação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes e a Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Funcap foi assinado pelo Governador e instituições de fomento. O objetivo é fortalecer a pesquisa no interior do Estado, que poderá investir nos próximos anos cerca de R$ 75 milhões em projetos de pesquisa no Ceará.
A reunião irá contar com 17 conferências que discutirão, entre outros temas, meio-ambiente políticas científicas, inovação e educação. Entre as conferências, a RR trará discussões sobre "Por que o Cariri necessita e merece mais dados de satélites?", Resíduos sólidos, gestão e planejamento ambiental em regiões metropolitanas", “Tecnologias geradas pela Embrapa Semiárido", "2017-2018: Biênio da matemática Brasil", "A situação da CT&I no Brasil".

São mais de 160 trabalhos inscritos, para apresentação em pôsteres, 11 mesas-redondas, 34 mini-cursos, e conferências que serão realizadas no Campus do Pimenta, na URCA, em Crato. As atividades envolvem mais de 300 pessoas na organização e infraestrutura. A abertura ainda contou com a apresentação da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Cariri (UFCA), parceira no evento. O governador Camilo Santana externou o seu agradecimento a SBPC a todos os envolvidos e solicitou que o Cariri sedie uma Reunião Anual da entidade, destacando a sua alegria do sucesso da RR no Cariri.

O Secretário Inácio Arruda deu ênfase à participação do grande público e falou da abrangência do Cariri e estados, ao dizer que o evento é uma marca para a história. Ele ainda ressaltou o potencial rico da região e o empenho do Governo do Estado na área da educação, que justifica um custo alto num dos momentos difíceis no Brasil. “As regiões do mundo que conseguem se desenvolver com sustentabilidade e dar passos mais largos investem em ciência, tecnologia e inovação. Esse é o caminho. E muitos frutos podem ser tiradas de dentro da universidade, com olhar para o nosso povo”, pontua.

O presidente da Funcap, Tarcísio Haroldo Pequeno, ressaltou o trabalho da Professora Helena e disse que o Brasil está vivendo um momento de resistência. Ele lembrou do marco regulatório da ciência e tecnologia, que está na fase de regulamentação, encabeçada basicamente pela SBPC. Disse, ainda, da importância da instituição e a reunião que está acontecendo no Cariri, dentro de um processo de fortalecimento da ciência no interior do Estado, principalmente nos últimos 15 anos, de um salto insignificante para mais de 500 doutores na atualidade.

A presidente da SBPC, Helena Nader, ressaltou a alegria e entusiasmo de realizar em Crato mais uma reunião regional, voltada para os interesses da comunidade, com pesquisadores e comunidade, com um debate salutar sobre ciência, tecnologia e educação. Destacou o empenho de muitas pessoas e instituições. Agradeceu aos professores, pró-reitores e estudantes da URCA em nome do reitor e vice, pelo empenho para o evento acontecer. “A SBPC sempre depende de uma universidade para ser anfitriã e parceira”, frisou.

Desde 1948, a SBPC tem realizado reuniões no mês de julho, com característica de transformar positivamente a cidade onde acontece. Levando ciência e tecnologia, e esse impacto levou a realização dos eventos regionais. Destacou a mobilização que a RR deverá proporcionar nos próximos dias, com apresentações de trabalhos, a SBPC Jovem e Mirim, destinado a crianças e jovens e buscando despertar o interesse pela ciência, tecnologia e informação. Ela disse ter encontrado no Cariri uma das mais importantes riquezas geologias e paleontológicas do Ceará e do País.

Ciência como fator de desenvolvimento

Presidente da Capes, Abílio Neves, disse que a reunião mostra o claro compromisso da ciência e da tecnologia, para o desenvolvimento do Brasil. “Potencialidades que precisam ser estimuladas, onde as forças podem ser mobilizadas e arregimentadas”, pontuou. Ele ressaltou a parceria da Capes com a SBPC nas últimas décadas e até mesmo a instituição que representa, como beneficiária. “A SBPC mostra os problemas que vêm sendo enfrentados e a ciência como fator de desenvolvimento. A mobilização que a SBPC proporciona tem salvado e sido a luz no fim do túnel”, afirma.

No primeiro acordo de cooperação que assina esse ano, ele destaca a presença de metas e objetivos consistentes, entre a Capes e a Funcap. Durante cinco anos, serão investidos cerca de R$ 75 milhões, num esforço do potencial de pesquisa do Estado, e, ao mesmo tempo, numa nova era.

O Reitor Patrício Pereira Melo destacou o esforço e o reconhecimento da SBPC de realizar o evento no Cariri, e fez um agradecimento especial a presidente Helena Nader, além do apoio do Governo do Estado para a concretização da reunião regional. Segundo ele, houve algo insurgente no Cariri para a escolha da região, como um dos berços colonizados do Nordeste, “a terra dos bárbaros índios, Bárbara de Alencar, de Padre Cícero”, ressalta. Com a parceria de todas as instituições, foi elaborado uma programação com temas subjacentes à dinâmica local, com reconhecimento mundial ao território da Unesco, com o Geopark Araripe. “Ciência e desenvolvimento, a emergência das universidades”, afirma, em referência à temática central do evento.

Um dos maiores eventos científicos do Estado

O Vice-reitor, Lima Júnior, deu boas-vindas aos participantes, ressaltou a reunião regional como um dos maiores eventos científicos do Ceará e o papel da ação conjunta da URCA, SECITECE e SBPC e todas as parcerias, para concretização do evento. O Secretário Inácio Arruda, destacou a sensibilidade do governador por receber e apoiar o evento, além da recepção desde o primeiro momento da presidente da SBPC, Helena Nader, a qual definiu como cientista e lutadora incansável em defesa da ciência, tecnologia e da inovação.

Secretaria geral do evento, Claudia Mazini Levy disse que cada reunião onde se realiza a regional tem sua singularidade. No Crato, ressaltou a história e líderes como o Padre Cícero. Ela ainda enfatizou o papel da URCA, na realização e a ciência como agente transformador de riquezas para o Brasil. Claudia lembrou do potencial paleontológico, com a descoberta da cobra com patas e evidenciou a fragilidade do conhecimento, com o tráfico, tendo a participação na descrição da peça apenas de pesquisadores estrangeiros. “Precisamos decidir estrategicamente e investir de forma inequívoca nas pesquisas”, disse. Ela agradeceu a todas as universidade e instituições de ensino superior da região e apoio financeiro do CNPq, Capes, Embrapa, Finep, Funcap, Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, SECITECE e Governo do Estado.

Núcleo de Comunicação

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário