busin
Cariri

Após apresentar recurso, prefeito de Araripe permanece no cargo


(Foto: Agência Miséria)

Após a decisão protocolada no último dia 18 pelo juiz eleitoral Herik Bezerra Tavares, na qual determinava a cassação da chapa do prefeito e vice-prefeito de Araripe, Geovane Guedes (PR) e Francisco de Sales Alves Andrade (PR), um recurso de caráter suspensivo assegurou que os gestores continuassem no cargo e o caso fosse para julgamento no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

A decisão do juiz foi reflexo de uma denúncia da bancada opositora que apontava contratações ilegais da chapa, em troca de voto. O advogado de Giovane Guedes, Dr. Francisco Ione Pereira, apresentou a defesa do prefeito, que tem caráter suspensivo da decisão judicial. 

Na peça, o magistrado argumenta que a contratação de maneira temporária em si, não caracteriza abuso de poder político, visto que não é possível afirmar que os contratados de  fato foram orientados a votar na chapa de Geovane nas eleições de 2016. "Nos altos do processo não há nenhuma testemunha que afirme que ter sido orientada a votar em troca do cargo", afirma o advogado. 

O processo agora sai da jurisdição de Araripe e passa a tramitar em outra instância, o TRE.



Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Miséria.com.br



Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário