busin
Cariri

Dom Edimilson celebra pela primeira vez como bispo na Basílica Santuário

Na noite desta segunda-feira, 15, a Paróquia de Nossa Senhora das Dores – Basílica Santuário, recebeu pela 1ª vez a visita de Dom Francisco Edimilson Neves Ferreira, como Bispo da Diocese de Tianguá/CE.
Ele presidiu a missa das 19h acompanhado do pároco padre Cícero José, dos vigários paroquiais, padre Paulo Pereira, padre Cícero Gomes e padre Antônio Romão que fez o cerimonial da celebração e do Padre Agostinho (Capelão aposentado da marinha).
Suas palavras de contentamento pela acolhida animou a todos os fiéis presentes nesta celebração: “É uma alegria voltar para esta casa. Pela primeira vez como bispo diocesano de Tianguá para presidir esta solene liturgia no Tempo da Páscoa, celebrando também os louvores da Bem Aventurada Virgem Maria”, disse o dom Edimilson.
Durante a homilia ressaltou que como cristãos devemos ter cuidado para não querer ocupar o lugar de Deus e citou a situação inusitada na vida de Paulo e Barnabé que repudiam e se colocam no lugar deles e sempre diziam: ‘Nós fizemos isso em nome de Jesus’!
O bispo citou duas coisas que mais chamou sua atenção nesta liturgia. A primeira do refrão do Salmo com a meditação: ‘Não a nós, não a nós Senhor, mas o Vosso nome, a glória!’. A segunda é a que está escrito no Evangelho onde Jesus apresenta para nós uma forma de sabermos se nós amamos a Deus ou não. Jesus apresenta para nós o significado do amor: “O amor não pode ser reduzido apenas a sentimentos, a sensações. Nas Sagradas Escrituras o amor é atitude! E Jesus disse: Quem ama guarda a minha Palavra”.
Padre Cícero José agradeceu pela presença e pela amizade de dom Edimilson. E lembrou que as portas estão sempre abertas para quando vier a Juazeiro do Norte.
Dom Edimilson por sua vez falou: “é um privilégio e uma obrigação de filho de Maria e desta diocese voltar sempre a essa casa”. E continuou em forma de gratidão dizendo que “esse adeus se transforme numa saudade gostosa para que possa retornar a esta casa da Mãe das Dores e do Padre Cícero”.
“Nós temos que apoiar todos aqueles que são bons. Aqueles que praticam a verdade. Aqueles que servem ao Senhor. São obedientes e se colocam na posição de servos. Foi isso que o Padre Cícero fez. E se for preciso dar o meu apoio na CNBB, em todas as iniciativas, lá estará a minha assinatura, o meu total apoio em prol do Padre Cícero Romão Batista”, ressaltou o bispo de Tianguá, dando resposta a todos que perguntaram do seu apoio à causa do “Santo do Povo”.
E no final da celebração fez suas as palavras do Papa Francisco: “REZEM POR MIM”. “Rezem, pois vai iniciar uma nova etapa na minha vida. Muito obrigado pela amizade!” e abençoou a todos.
 
 
Por Rozelia Costa

Hits da Noite

0 comentários:

Postar um comentário