busin
Mundo

Mães da Praça de Maio homenageiam Dilma na Argentina


Ex-presidente Dilma Rousseff recebe lenço símbolo das Mães da Praça de Maio nesta quinta-feira (11) na Argentina. (Foto: Reprodução/ Facebook/ Asociación Madres de Plaza de Mayo)


A ex-presidente Dilma Rousseff foi homenageada na Argentina pela presidente da Associação das Mães da Praça de Maio por sua atuação política no Brasil. Dilma recebeu de Hebe de Bonafini um lenço que é usado pelas mães da praça de maio em suas manifestações por informações sobre desaparecidos políticos durante a ditadura argentina.

“Este lenço é o abraço dos nossos filhos. Dilma o merece porque, depois de ter suportado a prisão e a tortura, chegou a ser presidenta”, disse Hebe.

A ex-presidente foi homenageada minutos antes de receber o prêmio Rodolfo Walsh, outorgado anualmente pela Universidade Nacional de La Plata (UNLP). O ato de entrega do prêmio aconteceu em La Plata, capital da província de Buenos Aires, e acompanhado por personalidades da política e organizações sociais.

"É preciso coragem para suportar os anos duros das ditaduras latino-americanas", destacou a ex-presidente, ao referir-se a este encontro, acrescentando que os familiares dos desaparecidos durante a última ditadura argentina (1976-1983) são um "símbolo de esperança".

A homenagem foi feita na noite desta quinta-feira (11), um dia antes da divulgação no Brasil do depoimento de delação premiada da empresária Mônica Moura, que afirmou que Dilma manifestou a ela preocupação com o avanço da Operação Lava Jato sobre a empreiteira Odebrecht e o risco de que fosse descoberta uma conta na Suíça do casal de marqueteiros da campanha (a própria Mônica Moura e João Santana).

Em nota, a assessoria de Dilma Rousseff afirmou que João Santana e Mônica Moura "prestaram falso testemunho" e "faltaram com a verdade".

Fonte: G1

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário