busin
Ciências e Saúde

Substância do queijo pode prolongar a vida e evitar câncer, diz estudo

Como a espermidina pode ser encontrada em diversos alimentos e no corpo humano, os cientistas avaliam que os efeitos colaterais são ínfimos

Um estudo realizado por cientistas da Universidade Texas A&M e publicado na revista "Cancer Research" aponta que a substância espermidina, presente em queijos envelhecidos, prolongou 25% da vida de ratos de laboratório e fez com que eles tivessem menos câncer de fígado e fibrose hepática, mesmo naqueles predispostos a ter a doença.


Os pesquisadores introduziram a espermidina por via oral em ratos durante toda a vida. "Em seres humanos, isso significa que, em vez de uma média de 81 anos, as pessoas podem passar dos 100 anos. É um aumento drástico", afirmou o pesquisador Leyuan Liu, de acordo com o G1. Contudo, para obter todos os benefícios, é preciso começar a ingerir a substância o mais cedo possível, de preferência desde que se começa a consumir alimentos sólidos, pois com a introdução da substância em idade avançada, o aumento da longevidade foi de apenas 10%.
Como a espermidina pode ser encontrada em diversos alimentos e no corpo humano, os cientistas avaliam que os efeitos colaterais são ínfimos. Agora, a substância será testada em humanos.
Noticias ao Minutos

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário