busin
Esportes

Desempenho do Santos incomoda Levir Culpi, que já faz cobrança pública


O Santos retorna a campo pelo Campeonato Brasileiro somente na próxima semana (Foto: Divulgação)

O Santos perdeu a invencibilidade sob o comando de Levir Culpi no último sábado, em derrota por 1 a 0 para o Sport, na Vila Belmiro. Apesar do início animador em termos de resultados -a terceira colocação na tabela, mesmo com o revés em casa, o treinador quer mais. O desempenho tem incomodado o comandante santista.

Tanto que, depois do tropeço diante do time comandado por Vanderlei Luxemburgo, Levir Culpi tratou de cobrar publicamente uma evolução técnica no elenco. O treinador avisou os jogadores que o rendimento precisa crescer para o clube atingir os objetivos traçados na Série A, Copa do Brasil e, principalmente, Copa Libertadores.

"Temos elenco suficiente para o que vem pela frente, mas não jogando desta maneira. Conversei com o grupo que o rendimento era pouco para o que estamos esperando. Vamos buscar melhorar", discursou o treinador, que sabe da dificuldade de atuar em três frentes neste segundo semestre.

"A sequência de campeonatos será desgastante, e nós teremos jogos mais difíceis do que este. Temos que brilhar em momentos dos jogos e vamos em busca disso", acrescentou Levir, insatisfeito, por exemplo, com o lado mais ofensivo do time diante do Sport.

"Vi o Santos tendo quatro grandes chances, mas sem finalizar com sucesso. A vitória do Sport foi merecida. Mas, se considerarmos as oportunidades, quem esteve mais próximo da vitória foi o Santos. Não fomos efetivos, e eles conseguiram colocar para dentro", analisou.

O Santos retorna a campo pelo Campeonato Brasileiro somente na próxima semana. Levir Culpi contará com uma semana de trabalho antes do compromisso de sábado contra o Atlético-GO, em Goiânia.

Antes do duelo pela 11ª rodada da Série A no Centro-Oeste brasileiro, um jogo de grande porte: o Flamengo na quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), fora de casa, pelas quartas de final da Copa do Brasil. 

 

estadao


Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário