busin
Mundo

EUA torna inspeção de visto mais rígida com novo questionário

Medidas deverão ser usadas para pessoas que têm perfil de risco

O governo do presidente Donald Trump lançou nesta semana um novo questionário que deverá ser preenchido pelas pessoas que desejam viajar aos Estados Unidos que está sendo considerado o mais rígido já realizado por pedir, por exemplo, dados das redes sociais dos solicitantes dos últimos 5 anos.

As novas perguntas, que definitivamente aumentarão o controle para a entrada de visitantes no país, foram aprovadas no último dia 23 de maio pelo Escritório de Gestão e Orçamento mesmo com as críticas de políticos, autoridades e grupos relacionados à educação e a atividades acadêmicas.
O controle poderá pedir dos solicitantes de visto aos EUA dados das suas redes sociais dos últimos 5 anos e informações pessoais e biográficas dos últimos 15 anos, como números de telefone, endereços de emails, históricos de empregos e de viagens nacionais e internacionais, números de passaportes anteriores e datas de nascimento de pais, irmãos, familiares e cônjuges atuais e anteriores.
Para vários críticos do novo questionário, as exigências são excessivamente rigorosas e causarão longos atrasos na verificação e criação dos vistos, além de desencorajarem estudantes e cientistas estrangeiros a irem aos Estados Unidos.
No entanto, o Departamento de Estado norte-americano afirmou em nota que os funcionários apenas pedirão maiores informações nos casos nos quais elas forem "necessárias para confirmar a identidade do sujeito ou para conduzir um rigoroso controle na segurança nacional".
Segundo o órgão, as novas exigências só serão colocadas em prática em indivíduos com "perfil de risco", que deve atingir 0,5% dos solicitantes de visto de todo mundo, aproximadamente 65 mil pessoas por ano. (ANSA)
Noticias ao Minuto

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário