busin
Policia

Jovem condenado a 123 anos por matar uma garota em Juazeiro e balear mais oito pessoas



Naquela madrugada "Manoelzinho" matou Taís e lesionou mais oito pessoas (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Por maioria de votos o Conselho de Sentença do Tribunal do Júri de Juazeiro condenou o réu Manoel Bento da Silva Filho, de 26 anos, o "Manoelzinho", residente na Rua Osana Pereira (Romeirão) a uma pena de 122 anos e mais oito meses em regime inicialmente fechado. Ele é acusado de matar uma garota a tiros e lesionar mais oito pessoas em meio a dezenas de outras que participavam de um baile funk numa chácara na Rua Alexandrina Cordeiro da Silva no bairro José Geraldo da Cruz.

Ele confessou os crimes que ocorreram na madrugada do dia 28 de fevereiro de 2016 e a sentença prolatada pelo Juiz de Direito, Luiz Sávio de Azevedo Bringel faz referências à intensa culpabilidade do réu, a ousadia na conduta e os seus antecedentes criminais já respondendo por crimes de roubo, direção perigosa, porte de arma de fogo e tráfico de drogas. Naquele dia, tombou morta no local a jovem Tais Pereira da Silva, de 18 anos, que residia na Avenida Aracaju no bairro Romeirão.

Manoelzinho e outras duas pessoas teriam chegado ao local procurando "Tiago" e foram atirando atingindo duas vezes na cabeça a namorada dele que morreu no local gerando um tiroteio entre os grupos rivais. Por este homicídio, o réu foi condenado a 23 anos de prisão. Saíram lesionados Tiago Silva Santos com um tiro no ombro; Ana Raquel Gomes da Silva, de 18, com um tiro na coxa; e Jairlan Vieira da Silva, de 19, um tiro no cotovelo.

Além destes, Lucas França da Silva lesionado no braço e na coxa; Maciel da Silva Sousa alvejado no braço e Jerffeson Alves da Silva lesionado com dois tiros no abdomen. Por cada uma dessas lesões, Manoelzinho foi condenado a 11 anos e seis meses. Em relação a outras duas lesões as condenações foram por 15 anos e quatro meses nos casos André Agostinho da Silva lesionado no tórax o deixando paraplégico e José Weder Leão Silva com dois tiros no rosto quando perdeu o olho direito.



Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário