busin
Cariri

Servidores da saúde indicam sobrecarga para executar funções durante a greve em Juazeiro do Norte



Servidores da saúde indicam sobrecarga para executar funções durante a greve (Foto: Felipe Azevedo/Agência Miséria)

Servidores da Saúde que não aderiram à greve na Saúde em Juazeiro do Norte estão se revesando em cargos dentro dos postos de saúde para que o atendimento à população não seja seja prejudicado.

É o que relatam alguns funcionários da Unidade Básica de Saúde 30 Juvêncio Santana, onde pelo menos 18 funcionários concursados aderiram à paralisação há dois meses. Neste posto, agentes de saúde se revezam em funções e garantem que, apesar da diminuição do quadro, não houve prejuízo nos atendimentos. 

Na unidade, uma médica continua efetuando os atendimentos. São em média 25 pela manhã e mais 25 consultas durante a tarde. Os dois dentistas lotados no local permanecem em greve, sem previsão de retorno. 

Uma Agente de Saúde que faz parte do quadro dos concursados do estado, afirmou que há uma sobrecarga nas funções desde que a paralisação foi iniciada, em julho. "Nós pedimos que seja observada a situação dos funcionários que estão em greve o mais rápido possível, para que possamos voltar a trabalhar´, disse.

NEGOCIAÇÕES

A Secretaria de Administração e Finanças de Juazeiro do Norte (Seafin) informou à esta reportagem que a proposta de reajuste salarial escalonado sugerido pelo Município, que varia de 2,85% a 4,85%, foi aprovada pela Câmara Municipal e, dessa forma, os servidores que estão em estado de greve devem retornar aos seus serviços para dar prosseguimento aos trabalhos. A Seafin destacou ainda que mesmo com a atual situação financeira que se encontra o país, Juazeiro do Norte é a cidade que oferece o maior percentual da região.

A Secretaria de Saúde informa que, caso a população não encontre o atendimento que busca em alguma das Unidades Básicas de Saúde (UBS), deve recorrer a Policlínica Tasso Jereissati (Hospital Estefânia), onde o atendimento está disponível de segunda-feira à sexta-feira, manhã e tarde, ou ainda na Secretaria de saúde, onde o paciente deverá ser encaminhado ao atendimento.



Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Miséria.com.br

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário