busin
Mundo

Sexto suspeito é detido por atentado no metrô de Londres


A autoria do atentado foi reivindicada pelo grupo Estado Islâmico (Foto: Reprodução/Terra)

Um jovem foi detido nesta quinta-feira como parte da investigação sobre o atentado com uma bomba de fabricação caseira na semana passada no metrô de Londres, o que eleva a seis o número de detenções, anunciou a polícia britânica.

O homem, de 17 anos, foi detido com base na legislação antiterrorista em Thornton Heath, na periferia sul de Londres, onde a polícia prosseguia com uma operação.

"A investigação avança rapidamente", declarou Dean Haydon, diretor da unidade antiterrorista da polícia metropolitana.

"Seis homens estão detidos e realizamos operações de busca em cinco lugares", informou, antes de completar que as ações devem demorar "vários dias".

Os suspeitos estão detidos em uma delegacia do sul de Londres. A legislação antiterrorista britânica permite a detenção sem acusações por um período máximo de 14 dias.

Além de Thornton Heath, há operações em dois pontos de Newport (País de Gales), onde tês homens foram detidos. A polícia também está presente no condado de Surrey, ao sudoeste de Londres, onde moravam os dois primeiros suspeitos detidos.

Um homem de 18 anos foi preso no sábado no porto de Dover, um lugar de trânsito para a outra margem do Canal da Mancha, um dia depois que um artefato explodiu em um vagão do metrô na estação de Parsons Green, deixando 30 feridos.

Segundo a imprensa britânica, trata-se de um órfão iraquiano que vivia em uma casa de Sunbury-on-Thames, a 20 km da capital britânica, e que pertencia a um casal de idosos que o acolheu.

Horas depois, um homem de 21 anos foi detido em Hounslow, subúrbio de Londres.

O grupo Estado Islâmico reivindicou o atentado, mas as autoridades britânicas ainda têm duvidas sobre a autoria do ataque.

Terra

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário