busin
Fama

Gusttavo Lima causa polêmica ao defender porte de armas na Globo


Cantor participou do 'Fantástico' e reforçou sua opinião sobre o tema (Foto: Reprodução)

Uma entrevista com o sertanejo Gusttavo Lima exibida pelo Fantástico, da Globo, neste domingo, causou controvérsia pela defesa feita pelo cantor do porte de armas. Durante a semana, Gusttavo Lima publicou um vídeo em que aparece atirando na Flórida, nos Estados Unidos, e defende que a população brasileira possa se armar. O post aconteceu poucos dias depois de o país americano enfrentar mais um tiroteio em uma escola, justamente na Flórida, que terminou com a morte de dezessete pessoas. Recentemente, o cantor também causou controvérsia ao declarar voto do deputado Jair Bolsonaro.

A Globo ressaltou que a participação do cantor no programa foi gravada antes do polêmico vídeo e relembrou o caso na Flórida e como os EUA enfrentam uma crise que divide opiniões sobre o porte de armas.

O sertanejo ainda fez outra publicação no Instagram para defender seu ponto de vista. "Não sou a favor de que o cidadão tenha arma para se defender sem nenhum critério, sem nenhum rigor. Eu sou a favor, sim, do porte de armas para pessoas coerentes, para pessoas sem passagens, sem antecedentes criminais, pessoas que querem cuidar de suas famílias, cuidar de seus bens maiores."

Nas redes, o assunto repercutiu e motivou diversos comentários a favor e contra o cantor. Entre alguns "parabéns", destinados ao sertanejo por defender o tema, outras opiniões podem ser lidas na discussão online: "E quem seria essas pessoas coerentes? Porque, na hora da raiva, uma arma na mão e algumas cervejas, uma discussão, pode virar uma tragédia. Uma criança curiosa pode muito bem pensar que é um brinquedo, quantas vezes isso já foi noticiado? Cuide de cantar e encantar seus fãs porque você tem dinheiro para blindar seu carro e segurança. Segurança pública é um dever do Estado e não dos artistas que podem pagar pela suas", escreveu um dos seguidores do cantor no post no Instagram.

 

veja





Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário