busin
Cariri

Eu faço questão do meu aumento, diz vice-prefeito de Juazeiro do Norte



Giovanni Sampaio foi à rádio e defendeu reajustes. (Foto: Felipe Azevedo)

Do meu aumento, eu faço questão. A frase é do vice-prefeito de Juazeiro do Norte, Giovanni Sampaio (PSD), durante entrevista na Rádio Vale FM na tarde desta quinta-feira, 22. Após grande repercussão sobre o reajustes salariais, Sampaio defendeu revisão da remuneração e endossou recusa do prefeito Arnon Bezerra (PTB).

O vice-prefeito justificou a necessidade de reajuste acima de 25% por ele só poder ser aplicado a cada quatro anos. "O salário dos professores é reajustado em cerca de 7% porque pode ser feito uma vez por ano", disse.

Giovanni disse ainda que foi defensor das medidas de revisão salarial durante as reuniões, e que deve assumir publicamente o seu posicionamento. "A verdade é essa, o prefeito não propôs o aumento; o meu, faço questão porque é um direito constitucional", concluiu.

Com o projeto aprovado, a remuneração ficaria da seguinte forma: o salário do prefeito passaria de R$ 25 mil para R$ 33 mil; do vice-prefeito, de R$ 16 mil para R$ 21 mil; secretários sairiam de R$ 8,5 mil para R$ 12,1 mil e os vereadores de R$ 10 mil para R$ 12,6 mil. Os aumentos corresponderiam a 32%, 31,25%, 42,35% e R$ 26, 45%, respectivamente.

Assumindo a prefeitura interinamente por três vezes desde a posse em 2017, Giovanni afirmou ser árduo o trabalho do chefe do Executivo "durante o período de chuvas, fiquei noites acordado planejando as ações junto aos secretários", justificou.

O vice-prefeito disse ainda que, uma vez no cargo do Executivo, está impedido de exercer sua profissão de Médico em postos de saúde e ambulatórios e, portanto, não está recebendo salário.



Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Miséria.com.br

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário