busin
Cariri

Saúde em Crato é a área mais precária e apresenta demandas urgentes, dizem leitores



Falta de medicamentos é uma das reclamações de pacientes (Foto: Felipe Azevedo/ Agência Miséria)

Novos investimentos na área da Saúde é a demanda principal em Crato. essa é a opinião dos leitores na última enquete realizada pelo Miséria, a primeira do mesmo tipo que serão aplicadas em relação a outros municípios no decorrer da semana. 

Foram 58,12% internautas afirmando que são as mudanças na saúde as mais urgentes na cidade. Entre eles, 66,67% são homens e 33,33% mulheres. Há também quem elege os problemas da infraestrutura urbana como urgentes, estes representam 28,80% dos que responderam a enquete. 

A Educação em Crato também faz parte das demandas no município de acordo com os leitores, 8,90% das pessoas escolheram a área como destino principal de novos investimentos. Em menor escala estão problemas relacionados à coleta de lixo (1,57%), iluminação pública (1,57%) e transporte público (1,05%).

DECLARAÇÃO

A Saúde do município de Crato está na UTI. É o que disse o vereador Jales Duarte Velloso (PSB), em entrevista ao Miséria no último dia 6, terça. Jales é um dos únicos que se declaram como oposição ao governo do prefeito Zé Ailton Brasil (PP) na Câmara Municipal. 

Além dele, também figura como opositor o vereador Nando Bezerra (PTB).  Os outros 17 parlamentares fazem parte da base do governo ou se declaram independentes, sem necessariamente apoiar nem se opor à administração. 

Sobre as principais demandas da cidade, o edil afirmou que a Saúde em Crato "está na UTI", destacou a "falta de medicamentos nos postos de saúde, exames que não estão sendo atendidos e pedidos de urgência de medicamentos estão sendo levados à Justiça", complementou. 

OUTRO LADO

Sobre o caso, a Secretaria de Saúde do Crato informou que prioriza três eixos de ação. O primeiro é a redução da fila de exames. "Já foi iniciado o mutirão dos exames de ultrassonografia, tomografia e dos exames de patologia e análises clínicas. Até o fim do mês de março, outros mutirões se iniciarão. A meta é, nos próximos seis meses, acabar a fila de exames com mais de 30 dias de espera". 

O segundo eixo é a implantação do Prontuário Eletrônico nas unidades de saúde do município. Isso permitirá melhor acompanhamento da saúde dos usuários, bem como permitirá melhor controle de exames e medicamentos e um melhor planejamento das ações e serviços de saúde. 

A Secretaria de Saúde tem até o fim do ano para implantação do PEC em todas as unidades de saúde do município.

O terceiro eixo, ainda de acordo com a secretaria, trata da estrutura física das unidades de saúde. A prefeitura afirma que serão duas UBS novas neste semestre, além da UPA e da Policlínica. 

Além dessas, está sendo concluído o projeto de reforma e ampliação do Centro de Especialidades - Posto da Grota, e elaborado o projeto de reforma de outras três UBS. O objetivo é oferecer melhor conforto, bem estar e segurança aos usuários e profissionais da saúde, diz ainda a prefeitura.



Por Felipe Azevedo/ Agência Miséria
Miséria.com.br

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário