busin
Politíca

Fachin cobra da PF conclusão da análise de dados sobre operação que envolveu Temer



O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (Foto: Reprodução)

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, cobrou a Polícia Federal para que conclua a análise dos dados da Operação Patmos, deflagrada em maio de 2017 e na qual houve busca e apreensão em endereços vinculados a pessoas investigadas junto com o presidente Michel Temer. 

Na decisão, tomada na última quarta (18), Fachin atendeu a um pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que questionou o fato de não ter havido análise de alguns bens e documentos apreendidos pela Polícia Federal.

Segundo Fachin, em razão do tempo já decorrido, é preciso "prioridade" na análise.

"Diante do que preceitua o art. 118 do Código de Processo Penal e do lapso temporal desde a arrecadação do material, mostra-se imprescindível a adoção dos procedimentos necessários à extração dos dados dos bens apreendidos, com os padrões correspondentes ao tipo de evidência. Considerando que esse material permanece sob a custódia da autoridade policial, cumpre solicitar-lhe prioridade na execução das medidas necessárias ao espelhamento e exame das respectivas informações", escreveu o ministro.

A TV Globo procurou a Polícia Federal e aguardava resposta até a última atualização desta reportagem.

Compartilhamento das informações

Raquel Dodge também pediu ao STF o compartilhamento de informações públicas de um dos inquéritos relacionados a Temer, atualmente suspenso por decisão da Câmara dos Deputados.

Neste inquérito, é apurado se Temer foi beneficiado em repasse de R$ 500 mil pela JBS, no caso em que o ex-assessor de Temer Rodrigo Rocha Loures foi flagrado recebendo o dinheiro.

Ao analisar o pedido, Fachin decidiu que cabe ao relator do inquérito dos portos, Luís Roberto Barroso, autorizar a inclusão das informações.

 

Globoesporte


Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário