busin
Mundo

EUA pretendem sair do Conselho de Direitos Humanos da ONU



Donald Trump é acusado por outras grandes potências de estar isolando os Estados Unidos cada vez mais do resto do mundo (Foto: Reprodução)

A administração do presidente Donald Trump pretende retirar os Estados Unidos do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, segundo a imprensa americana. A decisão foi tomada após muitas reclamações sobre a hipocrisia do órgão e críticas por sua posição contrária à Israel.

De acordo com o site Politico, o secretário de Estado Mike Pompeo e a embaixadora do país na ONU, Nikki Haley, pretendem anunciar a saída do Conselho nesta quinta-feira 19.

Ainda não está claro se os Estados Unidos deixarão o órgão e não cooperarão mais com suas ações de nenhuma forma ou se continuarão a atuar pelo menos como observadores e auxiliando nas investigações.

O anuncio deve acontecer dois dias após o alto-comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad Al Hussein, criticar as novas políticas imigratórias americanas que estão separando pais e filhos na fronteira com o México.

Os Estados Unidos há muito acusam o Conselho de ser tendencioso contra Israel. Também criticam o órgão por aceitar como membros países que frequentemente são acusados de abusos dos diretos humanos, como China e Arábia Saudita.

O governo de Donald Trump é acusado por outras grandes potências, como a França, de estar se isolando cada vez mais do resto do mundo.

Neste ano, os Estados Unidos já anunciaram sua decisão de sair do acordo nuclear com o Irã, impuseram novas taxas sobre as importações de aço e alumínio da União Europeia e outras nações e reconheceram Jerusalém como a capital de Israel, contrariando o consenso internacional.

A saída do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas deve provocar ainda mais críticas em relação ao isolamento americano.


Veja



Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário