busin
Policia

Empresário agredido após discussão de trânsito tem morte cerebral confirmada em Juazeiro do Norte



Juazeiro do Norte. Após 11 dias internado, o Hospital Regional do Cariri confirmou, na manhã desta quinta-feira (23), a morte encefálica do empresário Pedro Ribeiro da Costa Neto, de 32 anos. Ontem, o paciente foi submetido a uma eletroencefalograma que constatou a falta de atividade cerebral. No último dia 12 de agosto, ele foi vítima de agressões após uma discussão no trânsito com o bancário Raimundo Maciel Lopes, que deferiu pelo menos 16 socos.
A família de Pedro decidiu que vai doar seus órgãos, pois, este era seu desejo. O empresário terá condições de doar fígado, rins, córneas e coração. A Central de Transplantes, em Fortaleza, já foi acionada e uma equipe virá de aeronave, hoje a tarde, realizar o procedimento.
Natural de Juazeiro do Norte, Pedro trabalhava como supervisor de vendas de uma operadora de telefonia e também era sócio de um comércio no Município, no bairro Socorro. Ele também cursava Gestão Comercial em uma faculdade particular.
O crime 
Na madrugada do último dia 12 de agosto, Pedro e Raimundo se desentenderam na saída de um bar, em Juazeiro do Norte, no bairro Lagoa Seca. A vítima seguiu em um Chevrolet Cruze de cor branca, enquanto foi perseguido pelo agressor, que dirigia um Fiat Punto também branco. Próximo à Praça do Giradouro, na Avenida Leão Sampaio, eles voltaram a discutir.
Raimundo Maciel desceu do automóvel e começou a agredir Pedro com socos. Ambos estavam acompanhados por suas namoradas. Uma delas contou à Polícia Civil que, no primeiro golpe, a vítima já desmaiou. Mesmo assim, o bancário não interrompeu as agressões.
Procurado 
O delegado Juliano Marcula, titular da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, contou que o agressor foi identificado com a ajuda de câmeras de monitoramento. Desde a última sexta-feira (17), policiais estão à procura de Maciel. A Polícia acredita que ele não vai se entregar e deve seguir em busca da sua localização. O bancário pode responder por homicídio por motivo torpe e sem possibilidade de defesa da vítima.
O agressor mora em Campos Sales, mas trabalha em uma agência bancária de Araripe. Ele é formado em Direito pela Universidade Regional do Cariri (Urca).

Fonte: DN

Fm Progresso 97,9 A primeira do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário