busin
Brasil

Bolsonaro: Haddad dará indulto a Lula



São Paulo. Em seu primeiro pronunciamento desde que foi vítima de uma facada em Juiz de Fora (MG), o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) chorou ao falar da família e de recordar das circunstâncias do atentado e de sua recuperação. Em 20 minutos de transmissão pelo Facebook na tarde de ontem (16), Bolsonaro atacou a candidatura do PT, buscou também levantar suspeitas sobre o resultado das eleições e falou sobre a defesa da obrigatoriedade do voto impresso, já rejeitado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
"Essa possibilidade de fraude no segundo turno, talvez até no primeiro, é concreta", afirmou.
O candidato também polarizou com o PT, partido do ex-presidente Lula e de Fernando Haddad, adversário na corrida eleitoral. Bolsonaro sugeriu que, para o partido, a eleição de Haddad é um plano para tirar Lula da prisão. "O que peço para vocês: se coloquem no lugar do presidiário que está lá em Curitiba. (...) Você aceitaria, passivamente, bovinamente, ir para a cadeia? Você não tentaria uma fuga? Bem, se você não tentou fugir, é obviamente porque tem um plano B. E qual é o plano B desse presidiário?", indaga Bolsonaro. A resposta vem segundos depois: "Não consigo pensar em outra coisa a não ser o plano B se materializar numa fraude".
Segundo a postagem no Facebook, o vídeo foi autorizado pela equipe médica do Hospital Albert Einstein.
UTI
O presidenciável deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital, segundo boletim divulgado ontem. Ele ficará agora na unidade de cuidados semi-intensivos. Segundo o hospital, ele se recupera bem e está sem febre. Sua alimentação segue por via endovenosa (pelas veias).
Bolsonaro foi submetido a uma nova cirurgia na última quarta-feira (12) e, desde sexta (14), começou a fazer fisioterapia. Ele está hospitalizado desde 7 de setembro no Albert Einstein, em São Paulo, em recuperação da facada que sofreu no estômago em uma caminhada em Juiz de Fora (MG), no dia 6.
Carlos Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, publicou ontem um vídeo no seu Twitter em que se vê o presidenciável do PSL caminhando nos corredores do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. "Capitão, levanta-te!", escreveu o filho, citando música do venezuelano El Veneco que é usada na campanha.
No vídeo, Bolsonaro relembrou o episódio da facada, desferida pelo pedreiro Adelio Bispo de Oliveira, que está preso.
"Num primeiro momento, achei que tinha sido um soco; depois o tempo foi passando e vimos que tinha sido algo mais grave", relembrou.
O candidato também fez um agradecimento a seus eleitores de Juiz de Fora e à equipe da Polícia Federal que fez sua segurança no evento.

Fonte: DN

Fm Progresso 97,9 A primeira do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário