busin
Esportes

Palmeiras de Felipão sobra em segurança e faz torcedor confiar no título do Brasileirão


Felipão precisou de pouco mais de dois meses para promover uma transformação no Palmeiras. E a vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio, no domingo, no Pacaembu, foi mais uma importante prova de como a reta final da temporada será importante para o elenco alviverde.
Se a falta de evolução e regularidade da equipe no Campeonato Brasileiro motivaram a diretoria a demitir Roger Machado no fim de julho, o Palmeiras de hoje, 14 partidas depois daquela derrota contra o Fluminense no Maracanã, em 25 de julho, caminha a passos firmes na disputa do título nacional – são três pontos de vantagem na liderança a nove jogos do fim.
A atual campanha até se assemelha um pouco à de 2016, quando o Palmeiras de Cuca conquistou o Brasileirão. Naquela vez, o Verdão conseguiu uma sequência de 15 jogos de invencibilidade, com um segundo turno quase perfeito – foi apenas uma derrota em 19 partidas.
Os números atuais são bastante expressivos:
  • 14 jogos de invencibilidade: dez vitórias e quatro empates;
  • Melhor defesa do Brasileirão, com três gols sofridos nas últimas 14 partidas (18 gols no total);
  • Melhor ataque do Brasileirão (45 gols marcados);
  • Lider do Brasileirão com 67,8% de aproveitamento geral;
  • Melhor campanha do returno: 86,6% de aproveitamento em 10 jogos.
O duelo contra o Grêmio foi mais um confronto direto vencido pelos palmeirenses, que já haviam passado pelo São Paulo no Morumbi na rodada passada. Além dos três pontos, o Verdão abriu oito de vantagem do quinto colocado e praticamente tirou os gaúchos da briga.
O desempenho seguro chamou a atenção, com apenas uma chance de perigo cedida ao Grêmio e nenhuma defesa importante de Fernando Prass nos 90 minutos. O time soube fechar espaços e controlar bem a sempre eficiente troca de passes gremista, quase sempre pelo meio de campo.
Faltam nove partidas para o término do Brasileirão. O próximo rival será o Ceará, no mesmo Pacaembu, no domingo que vem. Depois, o Verdão terá pela frente Flamengo (fora), Santos (casa), Atlético-MG (fora), Fluminense (casa), Paraná (fora), América-MG (casa), Vasco (fora) e Vitória (casa).
Com Felipão no comando e um elenco altamente motivado, que também está nas semifinais da Libertadores, o torcedor do Palmeiras tem motivos para voltar a sonhar com mais um título nacional.

Fonte: G1

Fm Progresso 97,9 A primeira do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário