busin
Policia

Advogado Francisco Costa se posiciona após matéria veiculada em site de noticias


Advogado Costa Torres e a pistola apreendida (Foto: Reprodução/ Redes sociais)

Com relação à matéria publicada no dia 21 de janeiro de 2019 pelo Site Miséria sob o título: “Advogado acusado da morte do milionário da mega-sena em Campos Sales é detido com pistola”, o advogado Francisco Costa Torres Júnior, residente em Campos Sales, negou, veementemente, os mencionados crimes de lesão corporal e contra a dignidade sexual. Segundo ele, "jamais respondi a TCO ou a processo em relação a crime contra a dignidade sexual, nem mesmo uma simples denuncia".

Sobre a arma apreendida, o advogado Costa Torres informou "que na realidade foi abordado pelos policiais militares na calçada de sua residência após intervir, sob Legítima Defesa de Terceiro, na defesa da Sra. THUANY SILVA, que estava sendo severamente agredida, sob iminente risco de vida, por um assaltante que tentava subtrair o celular da vítima, sob reação desta. A polícia militar foi acionada para socorrer a vítima e como não chegou a tempo o Dr. Costa Torres, observando aquela sena, apoderou-se da arma que estava em sua residência (a agressão ocorria a 10 metros da residência e escritório do Dr. Costa Torres) e interviu na defesa da vida da vítima Thuany Silva, afugentando o assaltante agressor e acolhendo a vítima que se encontrava muito machucada e sob choque emocional".

Mais à frente em sua resposta, o advogado Costa Torres acrescenta: "Após uns 10 minutos do socorro à vítima chega uma composição policial, que, desinformada do ocorrido, ao invés de socorrer a vítima e perseguir o assaltante agressor, dirige-se a Dr. Costa Torres que conversava com a vítima, acalmando-a e protegendo-a de possível retorno do assaltante, e, percebendo que este estava armado, os policiais militares impedem-no de adentrar em sua residência (encontrava-se já na calçada de sua residência) e o seguram, pegam a arma na sua cintura e dão voz de prisão sem saberem que o Dr. Costa Torres, na verdade, acabara de intervir em Legítima Defesa de Terceiro, de salvar a vida da vítima do assalto (Sra. Thuany Silva) ocorrido minutos antes da chegada da polícia militar e apenas se dirigia a sua residência para se recolher e guardar a arma, vez que a chegada da polícia militar já trazia segurança para a vítima e controle da situação".

Num tópico mais adiante destacou o seguinte: "No entanto a Polícia Militar não dá atenção à vítima, não procura identificar o assaltante e se prende, exclusivamente, no fato do Dr. Costa Torres se encontrar armado e o conduz à delegacia de Polícia Civil do Crato-CE, onde 8 – oito – horas, após os fatos, o Dr. Costa Torres foi liberado pela Justiça Plantonista, recebendo completo e total apoio dos representantes da OAB-CE, secção Crato-CE, na pessoa do Dr. Carlos Alberto – Carlão, Dr. Bebeto e de sua prima Dra. Egídia Feitosa. Os fatos ocorridos se encontram sendo investigados pela Polícia Civil de Campos Sales-CE, e, pelo Ministério Público, para que Justiça seja verdadeiramente feita com o reconhecimento, pela Justiça de Campos Sales-CE, da ação do Dr. Costa Torres em defesa da vítima Thuany Silva, como reação sob Legítima Defesa de Terceiro, na forma da lei".

Quanto a citada acusação na morte de Miguel Ferreira de Oliveira, o advogado Costa Torres observou que "o Inquérito Policial ainda nem mesmo foi concluído e o Dr. Costa Torres é apenas investigado, como outras pessoas também o são, e, não há indiciamento nem acusação formal alguma que indique ser o Dr. Costa Torres autor do famigerado crime".

Por fim, admitiu que possui apenas um único registro de antecedente criminal referente a fatos ocorridos há 15 anos, em agosto de 2004, "processo que se encontra sob recurso no Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, e, como advogado jamais respondi a qualquer ação junto a OAB-CE, que caracterizasse infração ao Código de Ética e Disciplina da OAB, sendo profissional admirado e respeitado dentro da atividade advocatícia".


Por Agência Miséria
Miséria.com.br

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário