busin
Esportes

Champions chega ao mata-mata após gangorra na virada do ano e pronta para estrear o VAR



Dizem os mais otimistas que a virada de ano é sinônimo de renovação, mudança de energia, hora de fazer novos planos e deixar para trás o que aconteceu de ruim. E alguns dos principais clubes da Europa têm tudo para crer que 2019, de fato, trouxe novos tempos. Do sorteio dos confrontos das oitavas de final da Liga dos Campeões, no dia 17 de dezembro de 2018, até a bola rolar pela fase eliminatória, nesta terça-feira, alguns que estavam mal, cresceram, e outros que vinham voando, caíram de produção.

gangorra do futebol mundial jogou para o alto, por exemplo, o atual tricampeão da Champions, o Real Madrid. Quando teve seu destino traçado para enfrentar o Ajax, os merengues tentavam afastar uma crise no Campeonato Espanhol e também apagar a má impressão deixada com uma derrota por 3 a 0 para o CSKA Moscou.
O Manchester United foi outro que deu um salto - talvez o mais impressionante da temporada - sob o comando de Ole Günnar Solskjaer, estando invicto desde dezembro. Embalado, os Red Devils pegarão um PSG que, antes empolgado, hoje vive das incertezas trazidas por mais uma lesão de Neymar no quinto metatarso do pé direito, em momento decisivo da temporada.
Outro gigante que chega sem tanto otimismo ao mata-mata é o Liverpool, que encantou no primeiro semestre, mas só venceu três de seus últimos sete jogos. Times como Atlético de Madrid e Borussia Dortmund também precisam driblar a desconfiança de um 2019 de muita irregularidade até agora.

Os confrontos:

  • Manchester United x PSG
Talvez o duelo mais esperado das oitavas de final, este confronto traz times em movimentos opostos desde dezembro. O Manchester United demitiu José Mourinho no dia seguinte ao sorteio das oitavas de final e optou por trazer Ole Günnar Solskjaer, apontado como interino para apagar o incêndio. Mas o ex-atacante do clube liderou um movimento de reação impressionante, somando 10 vitórias e um empate em 11 jogos desde então.

Com isso, a equipe tirou uma diferença de 11 pontos e entrou no G-4 da Premier League, algo que parecia improvável até na opinião do ex-técnico José Mourinho. O crescimento de atletas que não rendiam, principalmente Paul Pogba, foi o grande segredo.

Do outro lado, o PSG perdeu boa parte de sua empolgação mais por conta dos problemas físicos do que por resultados. É verdade que o time de Paris perdeu sua invencibilidade no Campeonato Francês, caindo diante do Lyon, e foi eliminado na Copa da Liga da França pelo Guingamp. Mas sua posição na temporada é confortável: líder da Ligue 1 com 10 pontos de vantagem.

O maior problema, entretanto, foi a lesão no quinto metatarso direito de Neymar, que mais uma vez desfalcará o time no momento em que a Liga dos Campeões vira mata-mata - o que despertou desconfiança sobre o time de Thomas Tuchel. Para piorar, Cavani sentiu dores na coxa no fim de semana e dificilmente enfrentará o United, juntando-se ao grupo de desfalques que ainda tem Verratti e pode ter Meunier.

  • Roma x Porto
A Roma chega às oitavas de final com a expectativa de repetir a campanha histórica da temporada passada, mas parece não ter a mesma força que o time anterior. Após se classificar com nove pontos, tendo resultados preocupantes como uma derrota para o Vitkoria Plzen, os giallorossi subiram na classificação do Campeonato Italiano, apesar de alguns tropeços - incluindo uma derrota por 7 a 1 para a Fiorentina na Copa da Itália.

O Porto, por sua vez, se classificou como líder de um grupo tranquilo e ainda contou com uma dose de sorte para driblar os gigantes nas oitavas. E chega ao mata-mata sustentando uma impressionante invencibilidade de 26 jogos, que dura desde outubro. Mas sua sequência recente deixa uma pulga atrás da orelha, já que o time empatou três dos últimos quatro jogos e viu o rival Benfica colar na tabela do Campeonato Português.

  • Tottenham x Borussia Dortmund
Classificado com apenas duas vitórias na fase de grupos e após intensa disputa com a Inter de Milão, o Tottenham buscará diante do Borussia Dortmund trazer uma injeção de ânimo para seus torcedores, que viram o time se afastar da briga pelo título inglês nas últimas semanas. Derrotas para o United e o Wolverhampton permitiram Liverpool e City se distanciarem na tabela.

Os Spurs ainda amargaram duas eliminações em torneios que poderiam dar aquilo que seus torcedores andam querendo há um tempo: um título. O time caiu na Copa da Liga para o Chelsea, nos pênaltis, e para o Crystal Palace na Copa da Inglaterra. Para piorar, o artilheiro Harry Kane sofreu uma lesão no tornozelo no mês passado e ficará fora ao menos da partida de ida.

Enquanto o Tottenham disputou 14 partidas desde o fim da fase de grupos da Champions, o Borussia Dortmund teve um bom período de descanso, por conta da pausa de inverno do Campeonato Alemão. A equipe entrou em campo apenas sete vezes - mas não teve um bom aproveitamento.
O time de Lucién Favre perdeu a invencibilidade no Campeonato Alemão, caindo diante do Fortuna Düsseldorf, e ainda empatou mais dois jogos, permitindo que o rival Bayern de Munique diminuísse a diferença na disputa pelo título para cinco pontos.

  • Ajax x Real Madrid
Com um time repleto de jovens, o Ajax viu as bolinhas definirem seu cruzamento contra o atual tricampeão europeu. Na época, apesar de terem ficado preocupados, certamente os torcedores viram uma luz no fim do túnel pela irregularidade do time espanhol na temporada - um cenário que parece ter ficado no passado.

Os merengues, é verdade, sofreram duas derrotas de lá para cá: uma no Campeonato Espanhol e outra para o Leganés, na Copa do Rei. Mas, na análise geral, o time parece ter se encontrado, com Benzema em grande fase e Vinicius Junior cada vez mais titular. O Real já é vice-líder de La Liga, a cinco pontos do Barça.

Vendo o rival em ascensão, o Ajax vive momento oposto: está na pior fase desde que a temporada começou na Holanda. A equipe comandada por Erik ten Hag - que não perdia desde setembro -sofreu duas derrotas nos últimos três jogos e viu o PSV disparar na liderança do campeonato nacional. Na Champions, entretanto, a equipe segue invicta.

  • Lyon x Barcelona
O Lyon conquistou uma vaga nas oitavas de final com uma campanha curiosa: apenas uma vitória e cinco empates, mantendo-se invicto na competição até agora. O aproveitamento da equipe desde o encerramento da fase de grupos é satisfatório, e um jogo em questão chamou a atenção pelo bom desempenho: o triunfo sobre o badalado PSG no Campeonato Francês, que tirou a invencibilidade do rival no torneio.

O Barça também avançou de fase sem ser derrotado na Champions - mesmo em um duro grupo, com Tottenham, Inter de Milão e PSV. Entretanto, o momento do time na temporada já não é tão positivo. A equipe já está há três jogos sem vencer, vindo de três empates consecutivos - e, com isso, já enxerga a aproximação do rival Real Madrid no Espanhol.O

O desempenho do time também não vem sendo alvo de tantos elogios. Messi, que voou no começo de temporada, segue tendo momentos de brilho, mas sem ser decisivo. E alguns jogadores têm sido alvo de críticas, como Philippe Coutinho, que ainda busca se firmar no time de Ernesto Valverde.

  • Liverpool x Bayern de Munique
O duelo entre dois dos maiores campeões europeus da história está entre os mais esperados desta fase e traz um Liverpool tentando se reencontrar. Após um começo de temporada empolgante, os Reds só venceram três dos sete jogos que disputou em 2019 - o que se refletiu diretamente na tabela do Campeonato Inglês, na qual o time de Jürgen Klopp perdeu a liderança.
Tudo começou com uma derrota para o rival direto Manchester City, no primeiro jogo do ano, que foi seguido de uma eliminação na terceira rodada da Copa da Inglaterra para o Wolverhampton. Logo após uma sequência de dois empates, na última semana, Jürgen Klopp pediu que "não tivessem pena" de sua equipe, que voltou a vencer no fim de semana.

O Bayern de Munique, por sua vez, teve um começo de ano mais tranquilo - a começar pela pausa de inverno no Campeonato Alemão, que fez com que os bávaros jogassem apenas cinco vezes em 2019. No período, são quatro vitórias e uma derrota, e uma boa expectativa na Bundesliga, competição na qual o Bayern se aproximou do líder Borussia Dortmund.

  • Schalke 04 x Manchester City
O Schalke 04 é a equipe classificada para as oitavas de final da Liga dos Campeões que vive pior momento no campeonato nacional que disputa. A equipe de Gelsenkirchen é a atual 14ª colocada na Bundesliga e tenta se afastar da zona de rebaixamento, mas teve um desempenho irregular desde o fim da fase de grupos da Champions, com apenas três vitórias em sete jogos.

E o adversário dos alemães é ninguém menos que o Manchester City, que colecionou elogios no começo da temporada 2018/19, viveu um momento de irregularidade, mas parece estar novamente no caminho. Tanto que reassumiu a liderança do Campeonato Inglês, empatado em pontos com o Liverpool.
O time de Pep Guardiola ficou três jogos sem vencer - um empate e duas derrotas - logo depois de se classificar para as oitavas de final. Mas reencontrou as vitórias depois e vem de uma impressionante goleada por 6 a 0 sobre o Chelsea, com Agüero tendo ótimo desempenho.

  • Atlético de Madrid x Juventus
No encontro dos times que amargaram dois vice-campeonatos nesta década na Champions, o Atlético de Madrid buscará reerguer-se em que está difícil emplacar uma boa sequência de vitórias. Os colchoneros foram derrotados pelo rival Real Madrid no fim de semana e só venceram três partidas desde a virada do ano - e podem apostar as fichas no mata-mata para ganhar fôlego.

Mas do outro lado está, além do velho conhecido Cristiano Ronaldo, a tradicional Juventus. A Velha Senhora viveu dias atípicos nas última semanas, como a derrota e eliminação para a Atalanta na Copa da Itália, mas continua com sua vida tranquila no Campeonato Italiano. E CR7, esperança de sair da fila na Europa, continua marcando gols constantemente.

Estreia do VAR

As mudanças com relação a 2018 não ficarão apenas por conta dos times envolvidos. A Uefa decidiu antecipar a implementação do sistema de árbitro assistente de vídeo, previsto para ser usado na Liga dos Campeões apenas na próxima temporada. O VAR estreará na Champions já nestas oitavas de final e promete ser um dos protagonistas.

Depois de ser usado na Copa do Mundo do ano passado, o sistema já conta com modo de uso mais esclarecido para o público em geral. E no torneio da Uefa, seguirá os mesmos moldes: só entrará em ação em lances de gols, pênaltis, cartões vermelhos ou erros de identificação. Os árbitros principais serão alertados pela equipe que estará em uma sala separada, com monitores à disposição. Caso o juiz de campo deseje, ele poderá revisar o lance à beira do gramado.
E a Uefa afirma que não será permissiva diante do possível mau comportamento de jogadores diante de lances sob análise - ou não. Roberto Rosetti, responsável pela arbitragem na confederação europeia, afirmou que os atletas que clamarem pelo uso do VAR fazendo o já tradicional gesto de uma televisão com as mãos serão punidos com cartão amarelo.

Confira as mudanças nas listas de inscritos de cada clube:

*Presente na lista B
Ajax
  • Entradas: Lisandro Magallán, Lassina Traoré, Bruno Varela
  • Saídas: Dennis Johnsen, Azor Matusiwa, Luis Orejuela, Kaj Sierhuis, Maximilian Wöber
Atlético de Madrid
  • Entradas: Álvaro Morata, Nehuén Pérez, Ricard Sanchez
  • Saídas: Gelson Martins, Darío Poveda, Cristian Rodriguez, Salomón
Barcelona
  • Entradas: Jeison Murillo, Kevin-Prince Boateng, Moussa Wagué
  • Saídas: Rafinha, Munir, Denis Suárez
Bayern
  • Entradas: Alphonso Davies, Joshua Zirkzee
  • Saídas: Sandro Wagner, Frank Evina
Borussia Dortmund
  • Entradas: Leonardo Balerdi, Herbert Bockhorn
  • Saídas: Jeremy Toljan, Shinji Kagawa
Juventus
  • Entradas: Martín Cáceres, Leonardo Spinazzola
  • Saídas: Medhi Benatia, Juan Cuadrado
Liverpool
  • Entradas: Ki-Jana Hoever, Alex Oxlade-Chamberlain, Ben Woodburn*
  • Saídas: Nathaniel Clyne, Dominic Solanke, Pedro Chirivella, Kamil Grabara
Lyon
  • Entradas: Malcolm Barcola, Lucas Tousart
  • Saídas: Zachary Brault, Jordan Ferri
Manchester City
  • Entradas: Claudio Bravo, Gabriel Jesus*, Philippe Sandler
  • Saídas: Brahim Díaz, Luke Bolton, Eliaquim Mangala
Manchester United
  • Entradas: ninguém
  • Saídas: Marouane Fellaini
Paris Saint-Germain
  • Entradas: Leandro Paredes, Metehan Güçlü
  • Saídas: Tim Weah, Yacine Adli
Porto
  • Entradas: Pepe, Fernando Andrade, Francisco Soares
  • Saídas: Vincent Aboubakar, Riechedly Bazoer, Chidozie Awaziem, Sérgio Oliveira, Rui Pedro
Real Madrid
  • Entradas: Brahim Díaz, Diego Altube Suárez, Jaume Grau
  • Saídas: Kiko Casilla
Roma
  • Entradas: Daniel Cerantola Fuzato
  • Saídas: Zan Celar, Luca Pellegrini
Schalke
  • Entradas: Rabbi Matondo, Jeffrey Bruma, Bastian Oczipka
  • Saídas: Abdul Rahman Baba, Naldo, Franco Di Santo, Jannis Kübler
Tottenham
  • Entradas: Juan Foyth
  • Saídas: Mousa Dembélé

Fonte: G1

Fm Progresso 97,9 A primeira do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário