busin
Cariri

Chuvas evidenciam falta de estrutura no bairro Limoeiro, em Juazeiro do Norte


Avenida Madre Nely Sobreira fica intransitável no período de chuvas em Juazeiro do Norte (Foto: Guto Vital / Agência Miséria)
Em 22/02/2019 às 10:59
As chuvas dos últimos dias em Juazeiro do Norte, causaram problemas estruturais no bairro Limoeiro. De acordo com José Ivan de Almeida, 50, que mora e mantém empresa no local, a situação se perdura há muitos anos. 
“Já vieram três verbas para ajeitar a Avenida Madre Neli Sobreira e todo o entorno do canal do Riacho das Timbaúbas, mas nada é feito”, denuncia em entrevista ao site Miséria na manhã desta sexta-feira, dia 22.
Ainda segundo o morador, os últimos três prefeitos não deram continuidade às obras, mesmo com verbas supostamente já alocadas. Segundo a Funceme, choveu 42 milímetros nas últimas 24 horas em Juazeiro.
Chuvas evidenciam falta de estrutura no Bairro Limoeiro, em Juazeiro do Norte (Foto: Guto Vital / Agência Miséria)
O padre Adelino Dantas, pároco da paróquia de São José do Limoeiro há 15 anos, também reclama da paralisação da obra.
“É esgoto a céu aberto, ruas intransitáveis  e quando chove o problema se agrava. Tem uma verba destinada para essa área do Canal das Timbaúbas, mas não se vê obras por aqui tem algum tempo”, diz.
Padre Adelino Dantas é pároco da igreja São José do Limoeiro (Foto: Guto Vital / Agência Miséria)
De acordo com o padre, é a mesma situação da Avenida Zé Bezerra. “A Zé Bezerra é larga, mas não tem estrutura. Espero que um dia se possibilite o tráfego por lá. Todo prefeito que entra diz que o dinheiro já está nunca conta, mas ninguém nunca viu. Fizeram a praça, mas nunca concluíram, nunca inauguraram. É dinheiro do povo jogado fora”, reclama finalizando que primeiro precisa conservar o que já se tem para depois pensar em outras obras.
O Miséria manteve contato com a Gestão Municipal e a secretária Executiva da Infraestrutura afirma que “As obras de urbanização foram retomadas, a macrodrenagem segue seu cronograma normal. A respeito da Avenida Madre Nely, já está em processo de licitação para drenagem e a travessia do Riacho das Timbaúbas.



Por Agência Miséria
Miséria.com.br

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário