busin
Cariri

Empresário morre em Juazeiro e será sepultado no dia do seu aniversário


“Cicinho da Linguiça” era muito conhecido em Juazeiro (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)


O empresário do ramo de frios, carnes e cereais, Cícero Ferreira de Souza, de 57 anos, o “Cicinho da Lingüiça”, morreu por volta das 17h30min desta quarta-feira num dos leitos da Clínica São José em Juazeiro do Norte. O seu corpo está sendo velado no Centro de Velório Anjo da Guarda, onde será celebrada missa às 16 horas de hoje com sepultamento logo depois no jazigo da família no Cemitério São João Batista no dia do seu aniversário.

Ele foi vítima de cirrose hepática e, por sua própria vontade externada para a família, era doador de órgãos. Não houve diagnóstico de morte cerebral, mas de um quadro clínico irreversível. Quando o coração parou de bater, sua esposa Ailê Freitas de Souza comunicou ao enfermeiro José Wagner Brito de Souza, coordenador regional do Banco de Olhos do Ceará. Foi a primeira captação de córneas feita na Clínica São José.

Cicinho era filho natural de Araripe e veio residir em Juazeiro ainda na sua adolescência. Durante 12 anos trabalhou na RS Alimentos e, depois, decidiu montar o seu próprio negócio junto ao prédio onde morava na Rua Joaquim Alexandre de Souza (Frei Damião) em Juazeiro. Ele cuidava da parte de frios e carnes do Mercadinho Esquinão e a esposa, com quem era casado há 25 anos, dos outros setores. Com Ailê teve Juliana Freitas de Souza, de 21 anos, que é acadêmica de Medicina Veterinária.


Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário