busin
Cariri

Ave mais antiga do Brasil, descoberta em Nova Olinda, esteve no desfile da União da Ilha



Cratoavis cearensis, espécie fóssil de ave descoberta no Cariri e descrita em 2015, esteve presente no desfile da União da Ilha do Governador, escola de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro, realizado na madrugada de ontem (05). Seus restos fósseis foram encontrados na formação Santana, membro Crato, no município de Nova Olinda.
Da família Ernanthionites, a espécie é a ave mais antiga do País com 120 milhões de anos. Acredita-se que Cratoavis cearensis tenha alcançado o tamanho de um beija-flor.
A ave esteve no quarto carro alegórico da agremiação, intitulada de “Cariri”, que trouxe como destaque os fósseis encontrados na Bacia Sedimentar do Araripe. Como peça principal, estava uma réplica gigante do Santanaraptorplacidus, descoberto em 1991, em Santana do Cariri.
Com o enredo “A peleja poética entre Rachel e Alencar no avarandado do céu”, a União da Ilha celebrou a literatura e a cultura popular do Ceará. Foram levados para a Marquês de Sapucaí cerca de 15 mil peças de artesanato cearense.
Além da ave, a escola também homenageou o artesão Espedito Seleiro, que apesar de ser natural de Arneiroz, se estabeleceu em Nova Olinda desde jovem. A 24ª ala, intitulada “A moda de Espedito Seleiro”, trouxe seu trabalho no couro para avenida.
Outro componente do Cariri lembrado pela agremiação foi a fé, sobretudo, no Padre Cícero, que esteve nos adereços da bateria e na comissão de frente. No mês de setembro do ano passado, o carnavalesco Severo Luzardo visitou a Região.

Fonte: DN

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário