busin
Mundo

Rússia manda aviões militares para a Venezuela


Um avião com bandeira da Rússia está no aeroporto de Maiquetía, em Caracas, constataram jornalistas neste domingo, em meio a rumores na imprensa local sobre o desembarque na Venezuela de um alto oficial e tropas russas. A aeronave está protegida por membros da Guarda Nacional no aeroporto.
Segundo a imprensa local, dois aviões militares russos -um jato e um  cargueiro- aterrissaram na tarde de sábado nesse terminal, transportando uma centena de militares liderados pelo general Vasily Tonkoshkurov, diretor de mobilização das Forças Armadas do país europeu.
De acordo com o jornal El Nacional, "35 toneladas de materiais" chegaram com a missão militar. Nem autoridades venezuelanas nem a embaixada da Rússia em Caracas emitiram  comentários.
Rússia e China, principais credores da dívida externa da Venezuela (estimada em U$ 150 bilhões), tem sido dois dos maiores aliados do governo de Nicolás Maduro em meio a uma crescente pressão internacional para que ele abandone o poder. A colaboração militar entre Caracas e Moscou fortaleceu desde o inicio do chavismo, com a compra de equipamentos e armamento militar.
Em dezembro passado, dois bombardeiros TU160, um avião de carga e outro de passageiros foram  enviados pela Rússia para a Venezuela para participar de exercícios de defesa com a Força Armada venezuelana.
Esse colaboração avivou as tensões de Caracas com Estados Unidos e a vizinha Colômbia. O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, criticou os exercícios, acusando Moscou e Caracas de serem "dois governos corruptos desperdiçando fundos públicos e reprimindo a liberdade".

Fonte: DN

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário