busin
Cariri

Apesar de fortes, chuvas no Cariri dão esperança de boa safra para agricultores


Agricultor de Cedro comemora boa safra de milho e feijão (Foto: Marciel Bezerra)

Com as chuvas, vem também a esperança. Após os bons índices de precipitações nas cidades do Cariri, o Miséria  realizou uma enquete para saber dos leitores como os pequenos municípios reagem ao fenômeno. Afinal, as águas estão trazendo mais alegria ou preocupação?

A questão é baseada nos transtornos observados em cidades como Crato, por exemplo, onde no dia 18 de março duas pessoas morreram e ao menos 6 ficaram desabrigadas após o canal do rio Granjeiro transbordar.

A zona rural de Abaiara também sofreu com as chuvas. O Pontal da Santa Cruz, local tradicional em um distrito do município, teve o chão parcialmente destruído após deslizamento. Em Santana do Cariri também choveu acima da média.
Apesar de fortes, chuvas no Cariri dão esperança de boa safra para agricultores (Foto: Maciel Bezerra)


Resultado

Apesar dos incidentes, 78,89% dos leitores afirmam que as chuvas são motivo de alegria no interior do estado. Isso por conta da esperança de boa colheita dos agricultores. Em Cedro, por exemplo, cidade que faz fronteira com a região, já há famílias colhendo milho e feijão.

Em Mauriti, além de ser uma das poucas cidades onde açudes já estão com a capacidade máxima, agricultores também comemoram os frutos das culturas de milho, feijão, maracujá e ainda esperam por uma boa colheita de caju até o final do semestre.

Por outro lado, 21,11% dos leitores se voltam para preocupação com os efeitos da chuva. Além de casos de óbito, há também quem perdeu suas casas, como em Crato, carros levados pela correnteza e suspensão de aulas por uma semana, como em Santana do Cariri e Jardim.


Por Felipe Azevedo/ Agência Miséria
Miséria.com.br

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário