busin
Tecnologia e Games

Conheça o Xiaomi Mi 9, celular com um milhão de vendas em um mês



Xiaomi Mi 9, principal lançamento da Xiaomi em 2019, alcançou a marca de um milhão de unidades comercializadas em apenas um mês. A novidade vem logo depois de o celular chegar ao topo do ranking de aparelhos Android mais poderosos do mundo segundo o aplicativo de benchmark Antutu. O modelo chinês ocupa as duas primeiras posições: em primeiro, a versão Transparent Edition com 12 GB de memória RAM, e logo em seguida, a edição regular.
Embora tenha especificações avançadas, como processador Snapdragon 855, leitor de impressões digitais na tela e conjunto robusto de câmeras, o Mi 9 se destaca pelo preço, sendo mais barato que lançamentos equivalentes da Samsung, Apple e Huawei. O telefone ainda não chegou oficialmente ao Brasil, apesar da volta da Xiaomi ao país. Ainda assim, permanece como opção de importação com bom custo-benefício. Conheça a seguir os principais atributos do telefone e entenda porque ele caiu nas graças do consumidor.
Quer comprar um celular barato? Encontre os melhores preços no Compare TechTudo
Xiaomi Mi 9 alcançou 1 milhões de unidades vendidas em um mês — Foto: Divulgação/XiaomiXiaomi Mi 9 alcançou 1 milhões de unidades vendidas em um mês — Foto: Divulgação/Xiaomi
Xiaomi Mi 9 alcançou 1 milhões de unidades vendidas em um mês — Foto: Divulgação/Xiaomi

Design sofisticado

O Xiaomi Mi 9 é construído em uma combinação de metal e vidro Gorilla Glass 6, que traz proteção superior para o display. Outro destaque é o acabamento da parte traseira, que tem laterais curvadas para melhorar a pegada do usuário, além de uma camada reflexiva que exibe cores diferentes dependendo do ângulo de visão. A fabricante chama o material de “Vidro Holográfico” por conta do efeito da luminosidade sobre o visual do celular.
As bordas finas, o notch discreto e o consequente aproveitamento de tela de mais de 90% da parte frontal evitam que o Mi 9 seja tão grande quanto o display de 6,39 polegadas possa sugerir. O smartphone tem dimensões similares às do Galaxy S10 Plus, com peso e espessura ligeiramente menores. Outro destaque é o botão lateral personalizável, que pode abrir o Google Assistente ou qualquer outro aplicativo instalado com apenas um clique.
O Mi 9 Transparent Edition tem corpo transparente — Foto: Divulgação/ XiaomiO Mi 9 Transparent Edition tem corpo transparente — Foto: Divulgação/ Xiaomi
O Mi 9 Transparent Edition tem corpo transparente — Foto: Divulgação/ Xiaomi
A versão mais avançada Transparent Edition traz um visual diferente na traseira, com acabamento transparente para dar a impressão de que os componentes internos estão expostos. Abaixo da tampa, o celular traz uma fina camada em alumínio, com ilustrações encravadas para indicar a posição do processador e da bobina de indução do carregamento sem fio, entre outros elementos do hardware.

Tela AMOLED com leitor de digitais embutido

A tela é um dos pontos altos do Mi 9. Fabricado pela Samsung com a tecnologia Super AMOLED, o display de 6,39 polegadas exibe alta gama de cores e tem resolução Full HD+ (2340 x 1080 pixels), o que tende a ser suficiente para assistir a vídeos e obter boa experiência em jogos com gráficos mais exigentes. A definição do painel, no entanto, não chega ao patamar presente nos melhores celulares da Samsung, que alcançam o Quad HD.
O celular conta ainda com leitor de impressões digitais embutido na tela. Segundo a Xiaomi, o componente está 25% mais rápido que no antecessor Mi 8.
Mi 9 tem tela Super AMOLED de 6,39 polegadas e notch — Foto: Divulgação/XiaomiMi 9 tem tela Super AMOLED de 6,39 polegadas e notch — Foto: Divulgação/Xiaomi
Mi 9 tem tela Super AMOLED de 6,39 polegadas e notch — Foto: Divulgação/Xiaomi

Hardware de primeira linha

Apesar de ser mais barato que rivais da mesma categoria, o Mi 9 não economiza na ficha técnica. As especificações incluem 6 GB ou 8 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento. Na versão Transparent Edition, que tomou a dianteira no ranking do Antutu, conta com 12 GB de RAM e 256 GB de espaço interno. Em todas as edições, o processador é o Snapdragon 855, atualmente o mais potente da Qualcomm e presente na maioria dos smartphones premium de outras fabricantes.
Xiaomi Mi 9 tem processador Snapdragon 855 e até 12 GB de RAM — Foto: Divulgação/XiaomiXiaomi Mi 9 tem processador Snapdragon 855 e até 12 GB de RAM — Foto: Divulgação/Xiaomi
Xiaomi Mi 9 tem processador Snapdragon 855 e até 12 GB de RAM — Foto: Divulgação/Xiaomi

Câmera tripla, uma delas de 48 megapixels

O Mi 9 tem um conjunto de três câmeras de respeito na parte traseira. A principal tem 48 megapixels abertura de lente f/1.75, enquanto a segunda conta com sensor de 12 MP e lente teleobjetiva para auxiliar no zoom óptico de 2x, assim como em retratos com fundo borrado. A terceira, com 16 MP de resolução, traz lente ultra-wide (grande angular) de 117° para capturar mais pessoas ou uma paisagem maior na mesma foto. O componente também é útil para fotografar macros, quando o objeto está bem próximo da câmera.
No Mi 9 Transparent Edition, a câmera principal traz abertura de lente f/1.47, que permite maior entrada de luz e, em tese, um desempenho noturno melhorado. A resolução é a mesma, de 48 MP. A câmera frontal é igual em todos os modelos, e aparece com sensor de 20 MP, contando com ajuste automático de cena por meio de inteligência artificial.
Mi 9 tem câmera tripla de 48 MP, 16 MP e 12 MP — Foto: Divulgação/ XiaomiMi 9 tem câmera tripla de 48 MP, 16 MP e 12 MP — Foto: Divulgação/ Xiaomi
Mi 9 tem câmera tripla de 48 MP, 16 MP e 12 MP — Foto: Divulgação/ Xiaomi

Bateria com recarga rápida sem fio

O celular da Xiaomi traz uma bateria de 3.300 mAh que, segundo a fabricante, é suficiente para um dia completo de uso. O principal destaque é a compatibilidade com tecnologia de recarga rápida, tanto com fio (27 Watts) quanto sem fio (20 Watts).

Software MIUI 10

O Mi 9 vem de fábrica com o sistema MIUI 9, desenvolvido pela Xiaomi com base no Android 9 (Pie). O software é conhecido por oferecer vários recursos extras ausentes no Android convencional. Um deles é um novo mecanismo de gerenciamento de tarefas, que aprende os hábitos do usuário com o tempo e promete otimizar o desempenho.

Preço competitivo

O lançamento da Xiaomi oferece praticamente as mesmas vantagens de rivais de categoria Premium, mas por preço menor. O celular está disponível por a partir de 2.999 yuans, o equivalente a, aproximadamente, R$ 1.730 sem considerar impostos.
A opção Transparent Edition, mais poderosa, ainda não está à venda. A expectativa é que o celular comece a ser disponibilizado em abril no mercado asiático, com preço de 3.499 yuans, pouco mais de R$ 2 mil em conversão direta.
Os valores são bem menores que os do Galaxy S10, por exemplo, celular da Samsung vendido nos Estados Unidos por a partir de US$ 899,99 (aproximadamente R$ 3.480) e que chegou ao Brasil por R$ 4.999. A versão Plus é ainda mais cara, saindo por pelo menos US$ 999,99 (cerca de R$ 3.870) no exterior e R$ 5.499 no Brasil.

Ficha técnica Xiaomi Mi 9

  • Lançamento: fevereiro de 2019
  • Preço: a partir de 2.999 yuans (cerca de R$ 1.658 em conversão direta)
  • Tela: 6,39 polegadas
  • Resolução de tela: Full HD+
  • Câmera principal: tripla, 48, 16 e 12 megapixels
  • Câmera frontal: 20 megapixels
  • Processador: Snapdragon 855
  • Memória RAM: 6 GB, 8 GB ou 12 GB
  • Armazenamento: 128 GB ou 256 GB
  • Bateria: 3.300 mAh
  • Sistema: Android 9 (Pie)
  • Cores disponíveis: violeta, azul e preto

Fonte: G1

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário