busin
Brasil

Deputados do Nordeste cobram no Congresso Nacional manutenção do BNB


Os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), receberam, na tarde de terça-feira (16), uma comitiva de deputados nordestinos, em Brasília. Na pauta, a preservação do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e de outros órgãos de desenvolvimento regional. Os encontros com os chefes do Legislativo nacional são resultado de mobilização do ParlaNordeste, um movimento regional de deputados estaduais da região. as diferenças de receptividade às pautas, porém, geraram incômodo entre parlamentares.
O deputado Danniel Oliveira (MDB), que é o 2° vice-presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deixou o encontro com os chefes do Legislativo otimista. Em 1h10min de reunião, Alcolumbre prometeu formar uma força-tarefa para reunir parlamentares das regiões do Norte e Nordeste para, juntos, defender pautas regionais, como, por exemplo, a manutenção também do Banco da Amazônia.
"(Davi Alcolumbre) pediu para que estendêssemos a Frente também ao Norte, que é a região dele. Ele demonstrou total interesse de que, de fato, acontecesse a defesa do Banco do Nordeste, de tudo aquilo que a gente trouxe", disse o emedebista. Um representante do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também participou da reunião. Um encontro da comitiva com o ministro deve ser agendado.
Já Acrísio Sena (PT), que também esteve no encontro, afirmou que as principais reivindicações foram "acatadas, ponderadas, e a perspectiva da Frente ampliadas". "Continua a luta em defesa do BNB, da Sudene e do Dnocs", disse.
Insatisfação
Apesar do encontro, parlamentares ficaram insatisfeitos com o trato do presidente Rodrigo Maia (DEM) com os demais deputados. Na visão de quem participou da reunião, ficou a sensação de que o presidente da Câmara apenas "emprestou os ouvidos" aos parlamentares, mas que não prometeu abraçar a causa regional nem se sensibilizou com a agenda levada à pauta.
O deputado Danniel Oliveira pontuou que, no encontro, que durou apenas dez minutos, não houve a receptividade que os deputados estavam esperando, principalmente em relação à manutenção do Banco do Nordeste.
Segundo ele, Maia teria chegado, inclusive, a considerar a possibilidade de fusão entre o BNB e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de forma reducionista. "Vamos manter nossa preocupação e demonstrar a nossa luta de defender o patrimônio do Nordeste. Se depender dos sulistas, vamos perder esse instituto de redução das desigualdades. Temos que fortalecer a nossa Frente. Diante do que ouvi na Câmara Federal, a possibilidade (de fusão do BNB) existe e é real. Precisamos trabalhar para que não se concretize", disse.
Maia não se pronunciou publicamente sobre o assunto. No canal oficial da Câmara, a Casa deu destaque ao suposto apoio de deputados nordestinos à reforma da Previdência, entre outros assuntos econômicos. A defesa do BNB foi citada de forma tímida na linha final do registro da agenda do presidente do Poder.

Fonte: DN

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário