busin
Esportes

Leão e Vovô iniciam decisão do Estadual de olho em abrir vantagem


Ceará e Fortaleza lutarão hoje para sair na frente no confronto que vale título estadual (Foto: Reprodução/ Diário do Nordeste)

Ceará e Fortaleza iniciam hoje, às 16 horas, na Arena Castelão, mais um Campeonato Cearense. Os ferrenhos rivais estarão frente a frente em dois jogos que prometem ser extremamente equilibrados pelo nível das duas equipes. Por mais que erroneamente diminuam a importância do 1º jogo de uma decisão - até em público o comparecimento é menor na 1ª partida - o histórico dos últimos 10 anos de Estadual ensina que o primeiro jogo não pode ser desprezado: quem saiu em vantagem no 1º jogo, ou sai vencendo ou mantendo uma vantagem de dois resultados iguais, sagrou-se campeão após o segundo jogo.

A compilação do Diário do Nordeste não inclui o ano de 2011, já que o Ceará foi campeão sem a necessidade de final de campeonato ao ganhar os dois turnos, levantando a taça ao golear o Guarani de Juazeiro, por 5 a 0, no Estádio Presidente Vargas. Assim, para fechar os 10 anos de recorte, incluimos o ano de 2008.

Nestes 10 anos, em sete uma equipe venceu o jogo de ida e foi campeã: Fortaleza (2008/2009/2010/2015/2016) e Ceará (2017/2018), enquanto o Vozão foi campeão três vezes pela vantagem dos resultados iguais (2012/2013/2014).

Ou seja, para alvinegros e tricolores, vencer o jogo de ida ou, no caso do Ceará, manter a vantagem para a partida de volta, seria fundamental para a conquista.

"Mesmo com a vantagem, temos que entrar para vencer. Mostramos no clássico que temos condições de vencer. No último saímos na frente, mas tomamos um gol com desatenção nossa. Se conseguirmos uma vitória, aumenta mais nossa vantagem no segundo jogo. Entrar pensando na vantagem atrapalha. É um clássico, com vantagem ou não temos que entrar para vencer. Tivemos dois jogos e dois empates e chegou a hora de vencer. Nossa equipe está com esse pensamento", declarou o lateral-direito do Ceará, Samuel Xavier.

"Todo clube luta por uma vantagem em uma final. Em todos os jogos que disputamos, procuramos vencer. Esse não vai ser diferente, por ser uma final e um clássico. É entrar com força máxima, concentrados, para que a gente possa fazer um grande jogo e sair com a vitória", disse o volante Araruna, do Fortaleza.

Equilíbrio

Nos dois primeiros clássicos do ano, o equilíbrio prevaleceu, com dois empates. Um 0 a 0 pelo Campeonato Cearense, e outro empate, agora por 1 a 1, pela Copa do Nordeste.

Os dois treinadores sabem da importância de um clássico, de uma decisão de campeonato que estremece a cidade e o Estado. O alvinegro Lisca espera outros dois grandes jogos, agora pela decisão do Estadual.

"Esperamos dois grandes jogos, com uma linda festa das duas torcidas como já aconteceu este ano. No mais é jogar com muita raça, vontade e buscar o tricampeonato para o Ceará".

No Vozão, Lisca deve manter a formação que venceu o Floresta no jogo de volta das semifinais, por 3 a 0, montando um novo quarteto ofensivo, formado por Fernando Sobral, Chico, Leandro Carvalho e Ricardo Bueno. Embora Felipe Silva esteja à disposição para a partida, recuperado de forma surpreendente de uma lesão muscular grau 2, não deve iniciar a partida. No Fortaleza, o técnico Rogério Ceni deve promover apenas duas mudanças no time. As alterações são no gol, onde Marcelo Boeck cederá seu posto de titular a Felipe Alves e o volante Paulo Roberto reassumindo a posição de Felipe Araruna.

As possíveis modificações, contudo, são apenas conjecturas, visto que o treinador fez quase todos os treinos fechados na semana e manteve o sigilo. Diante do Vitória, o treinador utilizou quatro atacantes: Edinho, Osvaldo, Júnior Santos e Wellington Paulista, mas ele lança a dúvida no ar.

"Isso não quer dizer que a gente vá jogar dessa maneira. Eu tanto posso jogar com dois volantes, um meia e um camisa 9, como posso jogar com dois volantes e dois camisas 9. Também foi importante utilizar o Edinho atuando pelo meio e Dodô como volante", despistou Ceni.

Leão e Vovô iniciam hoje, às 16 horas, a decisão do Estadual, com o Alvinegro jogando com a vantagem de dois resultados iguais por ter a melhor campanha geral do campeonato

 Diário do Nordeste

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário