busin
Ciências e Saúde

Conheça os benefícios e o poder de cinco frutas cítricas


Ricas em vitaminas C, A, B e K as frutas cítricas também são fontes de diversos nutrientes importantes para a saúde do organismo e da pele. Para saber como as substâncias podem ser melhor aproveitadas nas frutas como a laranja, a acerola, o abacaxi, o kiwi e o morango, a nutricionista Gabriella Frutuoso dá dicas preciosas sobre o consumo e as associações.
A laranja é uma das mais conhecidas e utilizadas pela a população brasileira. Ela possui uma grande quantidade de vitaminas C, A do complexo B e potássio. Rica em fibras, também ajuda a melhorar o peristaltismo intestinal.
Por ser antioxidante, a laranja é um excelente aliado para reativar a memória. "Além de todos esses benefícios, a fruta é rica em ácido fólico que alivia bastante as crises alérgicas", ressalta a nutricionista.
Já o abacaxi é abundante em vitamina A, B1 e C. Outras substâncias em grandes quantidades presentes na fruta são o magnésio, o ferro, as fibras e a água. As composições favorecem o bom funcionamento do intestino, a digestão e a diurese. "O abacaxi é um excelente anti-inflamatório e por ser rico em vitamina C atua no combate dos resfriados", afirma.
A acerola é pouco calórica e bastante usada em condutas para perda de peso. Fonte de vitamina C, ferro, cálcio e complexo B é importante para combater os radicais livres, evitar o envelhecimento precoce, aliada no combate das alergias e resfriados. Bastante recomendada nas defesas do organismo.
Segundo a nutricionista, o morango é outra fruta rica em antioxidantes, ela reforça a imunidade, elimina as toxinas do corpo e se apresenta como fonte de fibras. "Todos os benefícios são por conta da grande quantidade de nutrientes importantes para a saúde, a exemplo da vitamina C, K, complexo B, magnésio e potássio.
O exótico kiwi é mais uma fruta do grupo cítrico, rico em vitamina C, com baixo índice glicêmico. Ajudando na imunidade e na perda de peso. A abundante presença de vitamina E, age no retardamento do envelhecimento. "A fruta também é rica em polifenóis, uma substância que ajuda no controle da pressão alta", diz Gabriella Frutuoso.
Combinações
Para quem deseja potencializar as finalidades das frutas cítricas, a profissional apresenta diversas possibilidades para incrementar os sabores dos alimentos.
O morango pode ser associado a várias frutas, bem como a acerola que potencializa os benefícios para a imunidade, além do bom funcionamento do intestino e no detox do corpo. Outra composição bastante utilizada é o morango e a banana. "Essa mistura é deliciosa, benéfica para o intestino e a reposição de energia corporal", destaca.
Já o kiwi pode ser consumido em saladas, iogurtes, sobremesas e drinks. Conforme a especialista, essa é uma opção para a maioria que gosta do sabor doce, cítrico e é simples de manusear.
Enquanto o abacaxi, além de potencializar o conhecido suco detox, ele pode ser ingerido todas as manhãs como fonte principal de antioxidantes. O chá da sua casca é forte aliado na digestão.
Consumo
As frutas são sempre uma boa ideia de alimentação saudável. Por isso, elas devem ser inseridas no café da manhã, pois logo cedo o corpo necessita de vitaminas. "O consumo pode ser em forma de sucos ou mesmo cortadas e associadas à aveia em flocos para potencializar suas fibras, proporcionando mais saciedade. "O abacaxi é uma ótima sugestão de sobremesa após o almoço, além de ser digestivo e diurético, contém poucas calorias, o que ajuda no controle do peso.
O chá da fruta é bastante consumido antes de dormir. As frutas cítricas por serem antioxidantes, ricas em vitaminas C e outros nutrientes favorecem a manutenção do cabelo, da pele e das unhas. "O consumo diário estimula o colágeno, a unidade e firmeza das células".
Restrições
Pessoas com refluxo ou gastrite precisam ter um pouco mais de cuidado com o consumo desses alimentos. Por serem mais ácidos, eles podem gerar sintomas de queimação. De acordo com a especialista, se o quadro for controlado e a pessoa tiver acompanhamento médico e nutricional, não haverá problemas em comer algumas das frutas.
Uma maneira de reduzir a acidez das é batê-las com leite no liquidificador, porém, a nutricionista não recomenda a mistura para quem tem problemas no estômago. "O leite dá uma sensação de alívio na região, mas logo em seguida a produção do suco gástrico mais machuca o esôfago. Ou seja, para quem tem refluxo, o ideal é retirar todos os alimentos que provoquem ou acelerem a irritação na área.
A profissional alerta que os portadores de alguma doença específica ou alergia alimentar devem ficar ainda mais atentos. "A busca por hábitos de alimentação saudável deve ser acompanhada por um especialista para que o plano alimentar seja construído adequadamente", conclui Gabriella Frutuoso.

Fonte: DN

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário