busin
Cariri

Fotografia documental de partos tem crescido no Cariri



Captar de um momento tão especial como dar à luz a um filho tem sido cada vez mais procurado pelos casais. Há um ano e meio, a fotógrafa juazeirense Daniele Campos se dedica a registrar os partos. No início, a procura foi pequena, porque este tipo de trabalho documental não é tão conhecido.
Em seu primeiro ano de trabalho, Daniele registrou somente três nascimentos. Já em 2019, a profissional já fotografou 12 partos e ainda deixou de atender uma cliente por conta da grande demanda.
A primeira experiência foi o nascimento de Aylla, que já está com um ano de idade, que só aconteceu na quarta tentativa, já que as clientes avisavam em cima da hora. Depois disso, a profissional coleciona histórias, como a do bebê que chorou ainda na barriga da mãe e um outro parto humanizado em que ela mesma não se conteve e chorou.
“Cada parto eu tenho uma história pra contar, porque são momentos especiais na vida da família e pra mim também, que sempre converso e conheço um pouco dos casais. Minha fotografia não vai só até a sala de parto, vai além daquele dia”, define Daniele.
A fotógrafa acredita que registrar os parto é diferente porque há muita emoção, ansiedade e, por isso, a preparação psicológica é importante. Mesmo assim, em alguns casos, chegou a chorar com as próprias mães. “Todos os partos são emocionantes. Existe uma entrega para participar e ser escolhida por uma família é algo único”, finaliza.
Seu trabalho pode ser encontrado em sua página no Instagram. A fotógrafa atende no Cariri e em Fortaleza.

Fonte: DN

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário