busin
Cariri

MPCE expõe quadros de adolescentes que cumprem medidas socioeducativas em Juazeiro do Norte




O prédio das promotorias de Justiça de Juazeiro do Norte está com uma exposição de artes plásticas permanente de quadros pintados por adolescentes que cumprem medidas socioeducativas no Centro José Bezerra de Menezes, localizado no próprio município. São 17 obras com temas inspirados nas atribuições do Ministério Público como meio ambiente, educação, proteção do patrimônio público, combate à violência sexual, entre outros.
A ideia de montar a exposição surgiu após uma visita do promotor de Justiça Flávio Corte, secretário executivo das Promotorias de Juazeiro do Norte e promotor da Infância e Juventude, ao Centro onde os jovens estão abrigados. Lá, o promotor teve contato com o artista plástico e instrutor Wanderson Petrova. Os jovens pintores têm entre 14 e 18 anos e cometeram algum ato infracional grave e irão cumprir medida socioeducativa por até três anos ou até completarem 21 anos de idade.


Para o promotor, a exposição é uma forma de resgatar a autoestima dos internos. “Esses adolescentes passam a se sentir valorizados, veem que um trabalho produzido por eles é reconhecido e admirado por outras pessoas”, acredita. Flávio reforça ainda que o projeto pretende trabalhar o lado emocional dos adolescentes e o conhecimento sobre o MP. “Como eles retratam a atuação do Ministério Público, os jovens também aprendem mais sobre a instituição e nossa atuação sobre os diversos temas e problemáticas sociais”, reforçou.
Inspiração
Em uma das obras, intitulada “Nenhuma mulher deve se calar”, o adolescente das iniciais V.G.D., de 15 anos, narra sua própria experiência no convívio familiar. “Fala sobre o quanto a minha mãe foi massacrada de várias formas, que ela sempre chorava e nada poderia fazer ou falar. Cresci vendo minha mãe chorar ‘um mar de lágrimas’. Estou representando nesta obra em forma de barco e completamente perdido nessa tristeza. Que a justiça seja feita!”, descreve.


Obra “Nenhuma mulher deve se calar”, do adolescente das iniciais V.G.D. de 15 anos. (Foto: Antonio Rodrigues)
A “Preservação da Natureza” foi o quadro pintado pelo adolescente M.C.A, 15, que trouxe o Soldadinho-do-Araripe, ave em extinção natural da Chapada do Araripe, para as telas. “Discutimos na sala a questão da preservação do meio ambiente e como os órgãos públicos ajudam ou não ajudam nisso. Perguntei ao professor como é isso aqui na região, se a nossa mata e animais sofrem pela ação do homem, ele me falou sobre o Soldadinho, então eu decidi pintá-lo”, narra.
A exposição está em cartaz no 12° andar do Central Park Comercial, prédio onde estão sediadas as Promotorias de Justiça de Juazeiro do Norte. O endereço é Rua Catulo da Paixão Cearense, 67, bairro Triângulo. O horário de visitação é das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Fonte: DN

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário