busin
Cariri

Juazeiro tem 18 casos notificados de H1N1 e 3 confirmados por rede privada de saúde


Ilustrativa (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

O município de Juazeiro do Norte tem notificado pela secretária Municipal de Saúde (Sesau) 18 casos da gripe H1N1. Destes, três foram confirmados pela rede privada de saúde, mas como o recomendado pela Ministério da Saúde, a confirmação deve ser realizada pelo Lacen, que é o Laboratório de Referência.

Dos 18 casos, são dois em Saboeiro, um Tarrafas e outro de Lavras da Mangabeira e mais 14 de pessoas residentes de Juazeiro do Norte.

Como o Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública), ligado ao Governo Estadual, demora para ter o resultado, o site Miséria entrevistou a diretora de Vigilância em Saúde da Sesau, a especialista em saúde pública Evanusia de Lima.

De acordo com ela, durante as últimas duas semanas a Sesau, juntamente com a secretaria Estadual de Saúde, a Regional de Saúde em  conjunto com os municípios de Barbalha e Crato traçaram como estratégia visitar os hospitais da região.

"Em Juazeiro formamos equipes para visitar os hospitais São Lucas, Regional, a clínica São José, o da Unimed e a UPA do Limoeiro com a finalidade de preparar as equipes para caso aconteça casos de H1N1, alinhar os fluxos, e também buscar nos prontuários se teve casos que não foram informados para a  secretaria de saúde", revela Evanusia.
Vacina contra a gripe H1N1 (Foto: Reprodução/Redes Sociais)


Ela explicou ainda que já nesta semana retornará às unidades de saúde na busca de casos. Acontecerá uma reunião realizada pela Regional de Saúde para avaliar a situação em Juazeiro do Norte e dos outros municípios.

Já a secretária Municipal de Saúde, a Francimones Albuquerque a campanha de vacinação em Juazeiro não será prorrogada já que, de acordo com nota técnica do Ministério da Saúde, só prorroga a campanha nos municípios que têm estoque da vacina.

"Não tem estoque de vacinas, recebemos vacinas apenas para os grupos prioritários e na maioria das unidades já acabou", completa a diretora da Vigilância Sanitária.

Evanusia revelou ainda que a municipalidade já entrou em contato o Governo do Estado solicitando mais vacinas, mas ainda não o houve manifestação sobre o pedido.


Por João Boaventura Neto
Miséria.com.br

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário