busin
Cariri

Sem vacina suficiente, Juazeiro foca em grupos prioritários e solicita novas doses


A escolha do público-alvo no Brasil segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (Foto: Divulgação)


Com cerca de 270 mil habitantes, Juazeiro do Norte recebeu 71.950 doses de vacina para Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe. As informações são da Secretaria de Saúde do município.

Não há estoque suficiente para abranger toda a população.O estado sinalizou para prefeitura que até o momento, a vacinação vai ser prorrogada até o dia 14 de junho somente para os grupos prioritários  nos municípios que ainda tiverem a vacina em estoque.

A escolha do público-alvo no Brasil segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), e inclui crianças de 6 meses até menores de 6 anos, gestantes, idosos com 60 anos ou mais, mulheres com até 45 dias pós-parto, doentes crônicos, trabalhadores da saúde, população indígena, adolescentes e jovens sob medida socioeducativa, população carcerária e funcionários do sistema prisional, professores de escolas públicas e particulares e profissionais das forças de segurança e salvamento (policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas).

A cidade ultrapassou a meta de cobertura vacinal estabelecida pelo Ministério da Saúde. Até esta segunda-feira (3), 95,59%, do grupo prioritário foi imunizado, acima dos 90% recomendados pelo Ministério.  Dentro deste grupo, o que apresentou menor cobertura foi o de crianças, com 78,14%.

Quanto à suposta aplicação da vacina em pessoas fora do grupo, a orientação repassada pela Secretaria da Saúde a todos os profissionais das salas de vacinação é de que realmente só seja aplicada a vacina em pessoas que comprovem a condição de grupo prioritário. Na Campanha deste ano houve maior procura de pessoas com doenças crônicas.

De acordo com a assessoria da prefeitura de Juazeiro, as doses extras da vacina já foram solicitadas pela secretaria através de ofício.


Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Miséria.com.br

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário