busin
Ceará

Esquema de sonegação fiscal no Ceará é investigado em operação da Sefaz e do MP


Secretaria da Fazenda do Ceará (Foto: Reprodução)
Em 13/09/2019 às 15:40

Uma operação da Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz), Ministério Público do Ceará (MPCE) e Polícia Civil cumpre 13 mandados numa investigação contra um esquema de sonegação fiscal na manhã desta sexta-feira (13). É a segunda fase da operação Aluminium, que acontece em 5 cidades do Ceará, no Piauí e no Maranhão.

De acordo com os investigadores, o objetivo é apurar o envolvimento de agentes públicos e contadores no esquema liderado por uma empresa de alumínio, que tem sede na cidade de Jaguaribe, no Ceará.

Dos 13 mandados, cinco são de prisão (4 temporárias e 1 preventiva) e oito de busca e apreensão, cumpridos nas cidades de Limoeiro do Norte, Russas, Tabuleiro do Norte, Crato e Fortaleza. Além do Ceará, a operação também acontece na cidade de Teresina, no Piauí, e em Timon no Maranhão.

Também participam da operação a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), o Ministério Público do Piauí e o Ministério Público do Maranhão.

Primeira fase

De acordo com o Ministério Público do Ceará, as empresas alvo da operação Aluminium, movimentaram R$ 5 bilhões nos últimos 4 anos.Ao todo, 53 mandados judiciais foram expedidos em abril na primeira fase da operação.

À época, nove pessoas foram presas e 31 mandados de busca e apreensão cumpridos em Fortaleza, Juazeiro do Norte, Eusébio e Jaguaribe. A investigação também se estendeu a Sergipe e São Paulo, onde outras três pessoas foram presas.

Fonte: Diário do Nordeste

Fagner Soares

0 comentários:

Postar um comentário