busin
Esportes

Contra o Flu, Vovô terá confronto direto mais importante na Série A



Adilson Batista quer um Ceará menos ansioso contra o Fluminense na Arena CastelãoFOTO: KID JUNIOR
A 29ª rodada da Série A reserva um jogo-chave do Ceará na Série A do Campeonato Brasileiro, restando 10 rodadas para o fim da competição. Na quarta-feira (30), às 21h30, o Vozão recebe o Fluminense, na Arena Castelão, em jogo decisivo para a permanência alvinegra na elite. Certamente, é o jogo mais importante do clube no Brasileirão, até então, pelo embate direto na tabela. Ceará e Fluminense estão com 30 pontos e correndo sérios riscos de rebaixamento. O Vovô tem 31% de chances e o Fluminense 33%, números muito próximos, segundo o Infobola.
Mesmo tendo ainda mais três confrontos diretos após o jogo de quarta-feira (Fortaleza, Chapecoense e Botafogo), a partida com o time carioca representará, em caso de vitória, um respiro na tabela, deixando um adversário direto três pontos atrás, e provavelmente, reservando-o o Z-4.
Isso porque, hoje, o clube que abre o Z-4 é o Cruzeiro, com 29 pontos, um a mais que o Vovô. E mesmo que o time celeste vença o Botafogo, o Ceará, caso bata o Fluminense, abrirá três pontos para a zona de rebaixamento, restando nove rodadas para o fim.
Em contrapartida, uma derrota pode significar para o Ceará entrar no Z-4 e complicar suas contas pela permanência na Série A. O técnico alvinegro, Adilson Batista, classifica o jogo como "decisão", e espera menos ansiedade do time.
"Não tem que ter essa ansiedade, tem que ter calma. Não podemos entrar como entramos em determinados jogos, como os 25 minutos iniciais em casa, contra Goiás, Avaí e Vasco. O jogo é decisivo, pela tabela, pelo campeonato afunilando. Era importante vencer o Vasco, mas vamos buscar a vitória contra o Fluminense", explicou.
Retrospectos
Se depender do retrospecto do Ceará contra adversários diretos na Série A, ou seja, contra clubes da mesma faixa da tabela, a torcida pode esperar um bom resultado. O aproveitamento do Ceará neste tipo de jogo no Brasileirão é positivo, de 60%. Em 10 jogos, são cinco vitórias (CSA, por 4 a 0, no Castelão; Chapecoense, por 4 a 1, no Castelão; Fortaleza, por 2 a 1, no Castelão; e Avaí, duas vezes, por 2 a 1, na Ressacada, e 1 a 0, no Castelão); três empates (Cruzeiro, por 0 a 0, no Castelão; Botafogo, por 0 a 0, no Castelão; e Fluminense, por 1 a 1, no Maracanã); e duas derrotas (CSA, por 1 a 0, no Rei Pelé; e Cruzeiro, por 1 a 0, no Mineirão).
Ao contrário do Vovô, o retrospecto do Fluminense em confrontos diretos é ruim, abaixo dos 50%. Em 10 jogos, o Flu venceu apenas três (Cruzeiro (C), Fortaleza (F) e Botafogo (F), empatou quatro (Chapecoense - duas vezes -, Ceará (C) e Cruzeiro (F), e perdeu três (Botafogo (C), CSA (C) e Avaí (C). São 43,3% de aproveitamento.

Fonte: DN

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário