busin
Economia e Negócios

Economia do Ceará mantém ritmo e cresce acima da média do Brasil



O setor de serviços, considerando principalmente o turismo, foi um dos responsáveis pelo resultado positivoFoto: KID Junior
De janeiro a agosto deste ano, a atividade econômica no Ceará apresentou um avanço de 2,35%, superando as taxas de crescimento registradas no Nordeste (0,73%) e no Brasil (0,66%), em relação a igual período de 2018. O resultado confirma a tendência de evolução da economia cearense observada nos últimos meses. Caso mantenha o ritmo, a expectativa é de que o Estado encerre 2019 com alta superior às médias nacional e regional. Os dados são do Índice de Atividade Econômica Regional do Ceará (IBCR-CE), divulgado ontem (14), pelo Banco Central.
Considerando o nível de atividade entre agosto de 2018 e agosto de 2019, a economia cearense expandiu 2,41%, enquanto no Nordeste houve alta de 0,79%, e no País, de 0,87%. O resultado reflete os investimentos realizados pelo Governo do Estado e pela Prefeitura de Fortaleza, bem como o do setor de serviços, principalmente nos segmentos relacionados ao turismo.
"Observando esse período de 12 meses, nós vemos que os movimentos para retomada do crescimento da economia cearense, tanto na área pública como na área privada, estão gerando resultados mais significativos do que no Nordeste e no Brasil", diz o economista Lauro Chaves Neto, membro do Conselho Federal de Economia (Cofecon) e professor da Universidade do Estado do Ceará (Uece).
Avanço modesto
Apesar da evolução, Lauro Chaves avalia que o avanço é modesto, considerando que o Ceará tem 4,5% da população e 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. "Nós ainda temos que crescer em uma velocidade muito mais rápida do que a do País para reduzir essa desigualdade", diz. Comparando o trimestre de junho, julho e agosto deste ano ao do ano passado, a atividade econômica do Estado apresentou crescimento de 1,58%, enquanto no País houve retração de 0,18%, e no Nordeste, um tímido aumento de 0,09%.
Na comparação entre agosto deste ano com agosto de 2018, a atividade no Ceará cresceu 0,86%, superando o desempenho do Brasil (-0,73%) e do Nordeste (-0,36%). No entanto, na passagem de julho para agosto, o Ceará (-0,13%) ficou abaixo da média nacional (0,07%) e acima da regional (-0,13%).
Previsão
Para este ano, a previsão oficial do BC é de que a atividade doméstica registre um avanço de 0,87%. De acordo com o Relatório de Mercado Focus, também divulgado nesta segunda-feira, a previsão do PIB para 2020 é de alta de 2,00% e de 2,50%, em 2021 e em 2022. Considerado uma espécie de "prévia do BC para o PIB", o índice de Atividade Econômica serve como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses.
O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços, e agropecuária, além do volume de impostos.

Fonte: DN

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário