busin
Esportes

Cléber sai do banco para marcar duas vezes, mas não evita outra derrota do Barbalha, no Campeonato Cearense




Cléber comemorando um dos gols marcados. Foto: Alisson Santos


A estreia do Barbalha, na segunda fase do Campeonato Cearense, não foi da forma que o torcedor desejava. O técnico Paulo Schardong surpreendeu ao escalar um time diferente do que vinha jogando. O argumento do treinador foi de poupar jogadores. Schardong não podia contar com o lateral direito Alan, suspenso, e o zagueiro Darlan, machucado. Na lateral, Dênis foi o substituto, já na zaga Diego Clemente entrou no lugar de Darlan. O que surpreendeu foi deixar Leone no banco de reservas, para improvisar o volante Jonathan na zaga. O meio de campo foi todo mudado com Da Silva, Neto Pitbull e o jovem Marwin e o ataque foi formado por Davi, Rodrigão e Stênio Garcia. Por opção do treinador o ataque titular, Tiaguinho, Cléber e Carlos Caaporã, ficou na reserva.
Na primeira etapa o Barbalha iniciou pressionando o adversário. O time criou algumas oportunidades, mas aos poucos o Pacajus foi crescendo dentro de campo e não demorou muito para abrir o placar. Aos 14 minutos, após cruzamento da esquerda, Felipe chutou, o goleiro Serjão deu rebote e Paulista completou para as redes; Pacajus 1 a 0. A partir daí o Cacique do Vale do Caju pressionou bastante. O Barbalha tentava nos contra-ataques, mas sem eficiência. E aos 47 minutos, a bola foi cruzada na área e Victor finalizou, fazendo Pacajus 2 a 0. Placar do primeiro tempo.
Antes da etapa final, o técnico Paulo Schardong já tentou dá força ao ataque. Tirou o volante Neto Pitbull e o atacante Davi e colocou os atacantes titulares, Cléber e Tiaguinho. No reinício do jogo o Barbalha voltou pressionando. Aos 7 minutos foi recompensado pela insistência. Rodrigão chutou forte, o goleiro Johnes espalmou e Cléber, oportunista, aproveitou o rebote para diminuir o placar. Schardong voltou a mexer no time, tirou o jovem Marwin e colocou o meia-atacante Assisinho. Mas, Júnior Cearense também mudou o Pacajus e o time da casa melhorou bastante. O goleiro Serjão realizou várias defesas, só que aos 21 minutos, Testinha recebeu bola na área e completou para o gol. Pacajus 3 a 1. A Raposa Caririense tentava nos contra-ataques e aos 28 minutos, Tiaguinho cruzou na área e Cléber cabeceou e marcou para o Barbalha. A partir daí o Pacajus atacava e o Barbalha arriscava nos contra-ataques, mas o placar não foi alterado. No final Pacajus 3 a 2 no Barbalha e a Raposa Caririense acumula duas derrotas consecutivas na competição.
Não há tempo para lamentações. Próximo sábado (01) o Barbalha volta a campo contra o Caucaia, no estádio Lírio Callou, O Inaldão.
Nas redes sociais, inúmeros torcedores do Barbalha lamentaram a derrota e criticaram as mudanças feitas na equipe. Principalmente, o fato do ataque titular ter ficado no banco de reservas.
Com os dois gols marcados, o atacante Cléber assume a vice artilharia do estadual com 4 gols, atrás apenas de Ciel, do Guarany de Sobral, que tem 6 gols marcados.
Em tempo
Mais três jogos foram realizados na rodada. Na terça, o Fortaleza venceu o Caucaia, por 1 a 0. A Raposa Metropolitana reclama de um gol mal anulado pela arbitragem, quando a partida, ainda estava 0 a 0. Na quarta, além de Pacajus 3×2 Barbalha, também teve Ceará 1×1 Ferroviário e o Guarany de Sobral venceu o Atlético Cearense, pelo placar de 2 a 1.
Por: Toni Sousa
Fonte: badalo.com.br

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário