busin
Ciências e Saúde

Menstruação no verão: dá para mudar o ciclo menstrual?



Pra muitas mulheres, ela acaba sendo um empecilho no verão: a menstruação. Muitas não se sentem confortáveis em entrar na piscina, ir à praia, curtir o sol. Acaba sendo um desafio. Mas será que dá para mudar a data da menstruação?
De acordo com a ginecologista Flávia Fairbanks, sim. "A gente tem a possibilidade de mexer no ciclo menstrual das mulheres que fazem uso de algum método hormonal. Ele permite que a mulher se programe para a época da pausa do método, que coincide com o fluxo menstrual".
Quem toma pílula anticoncepcional, por exemplo, não deve obedecer a pausa entre uma cartela e outra. A ginecologista explica que não existe risco em bloquear o fluxo menstrual. “Quando a mulher suspende a medicação, o organismo volta a funcionar normalmente e o ciclo menstrual passa a vir como antes”.
Se você não usa nenhum método anticoncepcional, você não consegue alterar o seu ciclo menstrual. “Caso a mulher queira bloquear a menstruação e não faz uso de nenhum método, ela precisa procurar um médico, já que existem várias opções”.
Como aliviar a TPM no verão? — Foto: Arte/TV GloboComo aliviar a TPM no verão? — Foto: Arte/TV Globo
Como aliviar a TPM no verão? — Foto: Arte/TV Globo

A TPM aumenta no verão?

O calor não piora a TPM, mas dependendo da sensibilidade da mulher, a sensação física é ruim. Isso porque o calor pode causar mais inchaço, queda de pressão, e deixar a mulher, que já está com o humor alterado, ainda mais irritada.
Três dicas para aliviar a tensão: alimente-se bem, beba bastante água e pratique esportes leves.

Menstruação na água

Você sabia que entrar na água impede o sangramento? Ao entrar na água, a parede da vagina se estreita, criando um vácuo. É um mecanismo de defesa do organismo para evitar que agentes externos entrem. A ginecologista lembra que isso ocorre quando a mulher está dentro da água. "Assim que ela sair da água, esse mecanismo se desfaz".
 — Foto: Comunicação/Globo — Foto: Comunicação/Globo
— Foto: Comunicação/Globo
Fonte: G1

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário