busin
Ciências e Saúde

Os efeitos do café no coração




O café faz parte da rotina de muitos brasileiros. O Bem Estar já mostrou que ele pode ajudar na prevenção de doenças e também pode ser aliado na perda de peso. Mas quais os efeitos do café no nosso coração e corpo?
"O café em doses usuais não faz mal. Existem vários estudos, como um de 2012, que mostrou que o café não aumenta o risco de doença cardíaca (arritmia, infarto)", explica o cardiologista e consultor do Bem Estar Roberto Kalil.
Já em relação a pressão arterial, a Sociedade Americana de Cardiologia recomenda de três a quatro xícaras de café por dia, não mais que isso. A associação do café com o aumento da pressão vem de estudos feitos com a cafeína, já que ela aumenta a pressão arterial se consumida em exagero.
"Hipertenso pode tomar café, sem exagerar. Dose moderada não tem problema. Agora, se você tomar 10 xícaras por dia, alguns estudos sugerem que você pode sim ter uma alteração na pressão arterial", alerta o cardiologista.
Quanto consumir? Maioria dos estudos é feita com o consumo de três xícaras por dia. — Foto: Augusto Carlos/TV GloboQuanto consumir? Maioria dos estudos é feita com o consumo de três xícaras por dia. — Foto: Augusto Carlos/TV Globo
Quanto consumir? Maioria dos estudos é feita com o consumo de três xícaras por dia. — Foto: Augusto Carlos/TV Globo

Café: aliado ou um vilão?

Estudos apontam que o café pode reduzir o AVC em mulheres, reduzir em 10% as doenças cardiovasculares (como infarto, morte cardiovascular). Já pesquisas feitas em ratos mostram que ele também protege contra o mal de Parkinson e Alzheimer.
A cafeína é conhecida por seus efeitos estimulantes e geralmente é associada a melhora no estado de alerta, na capacidade de aprendizado e de concentração e no aumento de energia (ou resistência ao esforço físico).
Mas o cafezinho pode fazer mal para as pessoas que tem sensibilidade à cafeína. Pode atrapalhar o sono, atacar a gastrite, ser prejudicial pra quem tem arritmia.
E atenção: o risco maior do café não é para pessoas que consomem com frequência, mas para quem nunca bebe e de uma só vez resolve tomar em grande quantidade. O organismo não está acostumado com as substâncias estimulantes e o café pode causar convulsão, aumento do batimento cardíaco, pressão, infarto.

Quanto consumir?

Tudo depende. A maioria dos estudos é feita com o consumo de três xícaras por dia. Porém, deve ser considerada a individualidade de cada um, além da tolerância e aceitação do café. O ideal, segundo o cardiologista, é moderação. Fica a sugestão: até quatro xícaras por dia tá tudo bem!
Logo podcast Bem Estar - matéria — Foto: Comunicação/GloboLogo podcast Bem Estar - matéria — Foto: Comunicação/Globo
Logo podcast Bem Estar - matéria — Foto: Comunicação/Globo

Ouça o podcast do Bem Estar

O Bem Estar agora tem um podcast. Toda quarta-feira um novo assunto sobre saúde e qualidade de vida.
Você pode ouvir Bem Estar no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga Bem Estar para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.

Fonte: G1

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário