busin
Esportes

Os novos desafios do Guarany de Sobral campeão



Ciel foi um dos símbolos da campanha campeã do Guarany de SobralFoto: Kid Júnior / SVM
O Guarany conquistou o simbólico título de campeão do primeiro turno do Campeonato Cearense, garantindo também a vaga na Copa do Brasil do próximo ano. O Bugre fez por merecer. Montou um time competitivo, com jogadores experientes, que fizeram a diferença, máxime Ciel, Siloé, Tinhinho, Esquerdinha, Linconl, e Patuta. O técnico Washington Luiz dos Santos, conhecedor da estrutura dos adversários, disso tirou o melhor proveito. Agora o Bugre se prepara, visando aos desafios maiores da segunda fase da competição. É sabido que, com a presença de Fortaleza e Ceará, o nível de exigência torna-se muito superior. São dois times da Série A do Campeonato Brasileiro, certame de alta performance, que trazem para o "estadual" um outro grau de disputa. O Guarany foi vice-campeão cearense em 2013, numa disputa de título com o próprio Ceará. A grande indagação é saber se agora o Bugre conseguirá repetir o feito. Somente quando a bola rolar na segunda fase será possível uma avaliação segura sobre o nível a ser estabelecido. Teoricamente, Fortaleza e Ceará estão muito acima, por motivos óbvios. Mas no futebol nem sempre a teoria prevalece.
Sem assombros
O Fortaleza não produziu bom futebol na estreia 2020, quando do empate com o Vitória no Barradão. No primeiro tempo, sequer deu um chute a gol. Mas estreia é assim mesmo. Estou por ver um time entrar todo ajustado já no primeiro jogo da competição. Isso é utopia. São os naturais percalços do começar de um novo trabalho.
Contratações
Rogério Ceni reclamou porque a diretoria do Leão não conseguiu contratar os reforços que ele solicitara. Mas não é fácil contratar nesse período, onde os bons jogadores já estão todos empregados. Claro que ele tem de seguir pressionando, pois trabalhar em várias frentes exige elenco maior.
Clássico
Sábado próximo, dia primeiro de fevereiro, Fortaleza x Ceará no Castelão. Impossível fazer um prognóstico, mesmo já tendo visto a estreia de ambos na temporada 2020. Em situações assim, no começo da competição, é impossível se formar um juízo seguro sobre o que poderão apresentar as duas equipes. Incógnita total.
Segunda fase
Ceará e Fortaleza ingressam agora no Campeonato Cearense. É natural que se espere uma subida no padrão do certame que até o momento esteve abaixo do esperado. Mais uma vez o favoritismo de ambos. Não há como se imaginar uma final sem pelo menos um deles.
Última vez
Nos últimos 24 anos, quando a decisão não foi entre Ceará e Fortaleza, um deles estava lá. Nesse período, o Ferroviário foi vice quatro vezes (1996, 1998, 2003 e 2017), o Icasa foi vice três vezes (2005, 2007, 2008). Foram vice uma vez: Juazeiro (1999), Guarani-J (2011), Guarany-S (2013) e Uniclinic (2016). Um time do interior (Barbalha ou Guarany-S) quebrará esse tabu de 24 anos, sagrando-se campeão cearense este ano? Em futebol tudo é possível.
Nestas voltas que a vida dá, eis Ciel elogiado por todos, máxime após confirmado o título de campeão do Guarany, relativo ao primeiro turno. Ouvi vários companheiros sobre qual o melhor jogador dessa primeira fase que ontem terminou. De todos a resposta simples: CIel. Parabéns!
O Floresta, simpático time da Vila Manoel Sátiro, foi rebaixado. De terceiro colocado em 2019, quando teve ótima campanha, a uma decepcionante participação este ano, a inexplicável queda de produção. Espero que não desanimem os seus dirigentes. Cabe revisão de conceitos e tocar confiante novo planejamento.

Fonte: DN

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário