busin
Esportes

Plano de Ralf era se aposentar no Corinthians; clube recusou "contrato de lealdade" em 2019



Fora dos planos do técnico Tiago Nunes para a atual temporada do Corinthians, o volante Ralf tinha outros planos para a sua carreira até domingo, quando foi avisado que não precisaria se reapresentar com o restante do elenco na tarde de segunda-feira.
Com contrato com o Timão até dezembro deste ano e situação física sempre elogiada pelos preparadores, Ralf tinha como ideia que o Corinthians fosse o seu último clube antes da aposentadoria. Algo que, para ele, não deve acontecer antes dos próximos três anos.
Aos 35 anos, Ralf disputou 52 partidas na temporada passada, com 4.160 minutos em campo. Em alta com o técnico Fábio Carille, ganhou uma renovação de contrato em junho do ano passado. O vínculo, que acabaria na temporada de 2019, foi esticado por mais um ano.
Ralf comemora gol em Corinthians x Vasco — Foto: Marcos RibolliRalf comemora gol em Corinthians x Vasco — Foto: Marcos Ribolli
Ralf comemora gol em Corinthians x Vasco — Foto: Marcos Ribolli
Na ocasião, os empresários de Ralf propuseram um modelo ousado de contrato baseado na oferta feita pelo Barcelona a Messi em 2019, em acordo que Xavi e Iniesta também tiveram.
Os agentes entendiam que, pela identificação do jogador, nenhuma proposta tiraria Ralf do Corinthians até o fim da carreira. O "contrato de lealdade" não estipularia prazo, mas seguiria válido enquanto as duas partes assim quisessem. Um modelo que, no Brasil, não tem precedentes. O Corinthians não topou.
A liberação de Ralf neste início de temporada pegou o jogador de surpresa. Embora a possibilidade já viesse sendo tratada nos bastidores do clube desde dezembro, a boa relação da diretoria com Ralf adiou a decisão para agora. Tiago Nunes, porém, foi firme na decisão. Jadson também não jogará com ele.
Os agentes que cuidam da carreira do atleta já receberam algumas sondagens por Ralf, mas não há nada avançado neste momento. Embora a torcida exija nas redes sociais que o jogador tenha algum tipo de despedida oficial em sua saída , a tendência é de que tudo seja resolvido sem formalidades.
Com 419 jogos e nove gols, Ralf é o 14º jogador com mais partidas na história do Corinthians. Ele é tricampeão paulista (2013, 2018/19), bi do Brasileiro (2011 e 2015), campeão da Recopa (2013), da Libertadores (2012) e do Mundial de Clubes (2012). Nunca foi expulso.

Fonte: G1

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário