busin
Cariri

De forma pioneira, agricultora planta pitaia em Juazeiro do Norte


Por suas qualidades nutricionais, tem conquistado cada vez mais consumidores em várias partes do mundoFotos: Carlos Lourenço
Fruta originária da América Central e México, a pitaia está sendo produzida na zona rural de Juazeiro do Norte. A primeira grande colheita, pela agricultora Derce Maria Fernandes, aconteceu na última sexta-feira (28), após um ano de ter iniciado o plantio das primeiras mudas. Hoje são cerca de 700 pés em sua propriedade. 
A produtora resolveu iniciar a plantação de pitaia após ter experimentado a fruta comprada em um supermercado. Então, fez germinar sementes, adquiriu mudas e investiu forte na produção. O manejo, podas e adubação do solo que é feita sem o uso de aditivos químicos, através da utilização de coberturas de matéria orgânica e esterco fornecido pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Juazeiro do Norte (Seagri) sempre que necessário. 

Foto: Carlos Lourenço
Também conhecida como "Fruta do Dragão", por ser um fruto rústico e atrativo, a pitaia possui algumas variações em sua aparência, podendo aparecer com a casca vermelha e polpa branca, casca e polpa vermelha e casca amarela com espinhos e polpa branca. 

Por suas qualidades nutricionais, tem conquistado cada vez mais consumidores em várias partes do mundo. Além de sua região de origem, ela está sendo cultiva em países como a China, Israel, Equador e aqui no Brasil. Além da polpa, a casca também possui alto valor nutricional e é utilizada na produção de geleias. 
Sozinha, Derce produz 13 variedades deste fruto. Muitas vezes, recebe e compartilha informações com agrônomos da Seagri em um grupo de aplicativo de troca de mensagens. Seu objetivo é ampliar a produção do fruto e poder gerar trabalho e renda para toda a sua família. “Eu acreditei na pitaia, uma fruta que além de bonita, é muito saudável ", comenta.
Foto: Carlos Lourenço

A perspectiva de Derce é que ela consiga realizar colheitas mensalmente. Para isso ela dedica boa parte do seu tempo para a polinização manual das flores, garantindo que a fecundação aconteça de forma satisfatória, dando frutos de melhor qualidade. 

A fruta originária da América Central e México
O titular da Seagri, Romão França, destaca a iniciativa da produtora que demonstra que o solo de Juazeiro do Norte tem potencial para o cultivo de diversas culturas, inclusive originárias de outras partes do munido. “Com o acompanhamento técnico adequado, podemos colher melhores resultados, provando que é uma cultura que se adapta bem em Juazeiro do Norte”, ressalta o secretário.  
O próximo passo é garantir, através de parcerias com instituições, orientar a agricultura para comercializar seus frutos dentro da formalidade. “Queremos fortalecer o agricultor empreendedor, contribuindo para escoar toda essa produção, agregando valor e formas de crescimento, gerando rendas aos agricultores”, reforça Romão.  

Fonte: DN

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário