busin
Cariri

Festa de aniversário de Padre Cícero é cancelada pela primeira vez na história


Esta é a primeira vez, em 38 anos, que a Semana Padre Cícero, que traz programação religiosa, cultural, esportivas e educativas, não acontece no MunicípioFotos: Antonio Rodrigues
Por prevenção ao novo coronavírus, a Diocese de Crato determinou o cancelamento dos festejos de 176 anos do Padre Cícero, no próximo dia 24 de março. O tradicional corte do bolo de 100 metros, que aconteceria na madrugada da próxima terça-feira (24), foi adiado — ainda sem data definida. Até agora, foram confirmados nove casos de Covid-19 no Ceará. Em Juazeiro do Norte, há dois casos suspeitos e três já foram descartados.  
Apesar de não ser uma das principais romarias do ano — Nossa Senhora das Dores, em setembro, Finados em novembro, e Candeias em fevereiro, atraem multidões — o evento reúne cerca de 20 mil pessoas em Juazeiro do Norte. Apenas no tradicional corte de bolo, são esperadas cinco mil.  
O secretário de Turismo e Romaria de Juazeiro do Norte, Júnior Feitosa, enfatizou que o corte de bolo não foi cancelado, mas adiado. “Ele vai acontecer, mas será quando estiver mais tranquilo. Não tem como deixar nada agendado agora. Vai depende do controle da epidemia”, reforçou.  

O secretário de Turismo e Romaria de Juazeiro do Norte, Júnior Feitosa, enfatizou que o corte de bolo não foi cancelado, mas adiado.
Esta é a primeira vez, em 38 anos, que a Semana Padre Cícero, que traz programação religiosa, cultural, esportivas e educativas, não acontece no município. Idealizada pelo jornalista Dário Maia Coimbra, o evento se tornou importante no calendário juazeirense.  
Segundo o escritor e memorialista Renato Casimiro, esta também é a primeira vez que as celebrações em homenagem ao nascimento do fundador de Juazeiro do Norte não acontecem em Juazeiro do Norte. “Em 1958, a gente teve uma fase complicada, que foi a gripe asiática, a H2N2. Mas nem as romarias foram proibidas”, enfatiza, lembrando a pandemia que matou 70 mil pessoas em todo o mundo, há mais de meio século.  
Além da data que marca o nascimento do sacerdote, a Diocese está estudando como será a tradicional missa de morte Padre Cícero, que acontece todo dia 20 de cada mês, e reúne centenas de fiéis no largo da Capela do Socorro.  
Outros eventos tradicionais, como o festejo de São José, em Missão Velha, celebração mais antiga da região do Cariri, que aconteceria na próxima quinta-feira (19), foi cancelado. As procissões para o mesmo santo, realizada no bairro Limoeiro, em Juazeiro do Norte, e em Crato, que atrai 20 mil pessoas, também não serão celebradas.
Medidas
Em nota, o bispo da Diocese de Crato, dom Gilberto Pastana orientou que padre e diáconos suspendam os atos litúrgicos como procissões, romarias, novenas e via-sacras, e eventos formativos, como reuniões da catequese e encontros pastorais. Além disso, pediu que fossem oferecidos mais horários de missas para evitar o agrupamento de fiéis, além de manter as igrejas abertas para oração.   
Já aos fiéis, o bispo recomendou que acompanhassem as missas pelos meios de comunicação da Diocese e paróquias. Enquanto idosos e enfermos estão desobrigados do compromisso cristão católico de participar das missas dominicais. “Fiquem em casa, rezem com os seus familiares e fortaleçam a Igreja doméstica”, reforçou. Aos que participarão das celebrações, Dom Gilberto perde que mantenham uma distância prudente um do outro. 

Fonte: DN

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário