busin
Brasil

Pandemia do coronavírus faz IBGE suspender concurso e adiar Censo 2020 para 2021


Instituto avalia alternativas para a realização da pesquisa sem envolver visitas aos domicílios brasileirosFoto: Reprodução
A pandemia de coronavírus fez o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) adiar a realização do Censo Demográfico de 2020 para 2021. A coleta de dados do levantamento censitário em todos os lares brasileiros, que começaria no dia 1.º de agosto deste ano, agora terá início em 1 º de agosto de 2021, com duração de três meses.
O órgão cancelou o processo seletivo já aberto para a contratação de mais de 200 mil trabalhadores temporários, que teria provas nos dias 17 e 24 de maio para as vagas de recenseadores e supervisores. O IBGE previa atrair mais de dois milhões de candidatos ao concurso público. Os candidatos que fizeram o pagamento da inscrição no concurso serão reembolsados, conforme orientações que serão publicadas nos próximos dias.
"A decisão leva em consideração a natureza de coleta da pesquisa, domiciliar e predominantemente presencial, com estimativa de visitas de mais de 180 mil recenseadores a cerca de 71 milhões de domicílios em todo o território nacional", argumentou o IBGE, em nota oficial.
O órgão também considerou a impossibilidade de realização de toda a cadeia de treinamentos para a operação censitária em tempo hábil para ir a campo. A primeira etapa começaria de forma centralizada em abril de 2020, para depois ser replicada em polos regionais até julho.
O orçamento para o Censo Demográfico de 2020 era de R$ 2,3 bilhões. O IBGE garantiu que estabeleceu formalmente com o Ministério da Saúde o compromisso de realocar o orçamento do Censo 2020 para a pasta, para que os recursos sejam aplicados em ações de enfrentamento ao coronavírus.
"Em contrapartida, no próximo ano, o Ministério da Saúde realocará orçamento no mesmo montante com vistas a assegurar a realização do Censo pelo IBGE", informou o instituto.
Pnad Contínua
Mais cedo, o IBGE divulgou que suspendeu também a coleta domiciliar da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua). A pesquisa divulga dados sobre o mercado de trabalho e a taxa de desemprego no País. A decisão também levou em consideração "o quadro de emergência da saúde pública causado pela covid-19 e as orientações do Ministério da Saúde".

Fonte: DN

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário