busin
Ciências e Saúde

76% dos casos de coronavírus apresentam febre e tosse como sintomas principais no Ceará



Além da febre, estão ainda na lista de sintomas a coriza, em 39% dos pacientes; dor de garganta, com 38,6%; e cefaleia, com 38,1%.
Pouco mais de 76% dos casos confirmados de coronavírus no Ceará apresentaram febre e tosse como principais sintomas. O dado está incluso no mais recente Informe Epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa), que apontou 382 registros de Covid-19 até a noite da segunda-feira (30).
Na lista dos sintomas mais comuns estão ainda a coriza, registrada em 39% dos pacientes; dor de garganta, com 38,6%; e cefaleia, com 38,1%. Além desses, com porcentagem menor, o balanço aponta incidência de sintomas como adinamia, mialgia e atralgia, dificuldade de respirar, congestão nasal, diarreia, calafrios, náuseas e vômitos.
Dos 45 idosos com coronavírus informados no balanço, 80% deles tiveram febre e 79% apresentaram quadro com tosse. 
Novos dados
Em 24 horas, de acordo com o boletim, mais 23 casos positivos de Covid-19 foram confirmados em território cearense. Assim, os 382 casos confirmados pela Sesa no Ceará representam 47,7% de todas as confirmações feitas no Nordeste. Apesar do aumento, o número de mortes continua em cinco registros. 
Ao todo, 3 pessoas já foram liberadas de internação, todas em Fortaleza. 

Camilo prorroga decreto

No Estado, o primeiro caso confirmado de coronavírus foi registrado no dia 15 de março. No dia 20 de março, a Sesa oficializou a transmissão comunitária.
Para tentar frear a transmissão da doença, dentre outras medidas, o governador Camilo Santana emitiu um decreto no dia 19 de março restringindo a abertura de espaços como bares, comércios, igrejas e escolas e autorizando somente a manutenção dos serviços essenciais como farmácias, supermercados e hospitais. No último sábado (28), ele prorrogou o decreto por mais uma semana, até o dia 5 de abril.
Além disso, o Estado segue recomendando o isolamento social como forma de barrar a transmissão do coronavírus que no Estado vem apresentando, apesar das variações, uma curva de contaminação alta, com muitos casos confirmados em um curto intervalo de tempo.

PALAVRAS-CHAVES:


Fonte: DN

radioprogresso

0 comentários:

Postar um comentário